Você está em:

Melhoria para a Saúde volta a ser tema de debate na Câmara de Ouro Preto

E-mail Imprimir

02.04.2013

Vereador Dentinho da Rádio pede disponibilidade de medicamentos e mudança no horário da Farmácia de Atenção Básica da UPA. Presidente da Câmara, Léo Feijoada, sugere a implantação do “Táxi da Saúde” na unidade

Durante a 24ª Reunião da Câmara Municipal, realizada na última terça-feira (2), os vereadores defenderam melhorias para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Ouro Preto, localizada à Rua Mecânico José Português, no bairro São Cristóvão.

“Nós temos ido à UPA frequentemente e nos deparamos com a dificuldade das pessoas em adquirir remédios na farmácia da unidade”, afirma o vereador Dentinho da Rádio (PT) alertando sobre a falta de medicamentos no local.  “O líder de governo, Roberto Leandro (PSDB), trouxe a notícia que, caso seja necessário, o prefeito fará uma compra emergencial para deter a carência dos remédios, principalmente os utilizados pelos hipertensos”, pontua o edil.

Os vereadores aprovaram a Indicação nº 244/2013, de autoria do vereador Dentinho, solicitando mudança no horário da Farmácia de Atenção Básica localizada em frente à UPA. “Nós ficamos preocupados porque depois de passarem pelo médico, além da dificuldade do desabastecimento de remédios, as pessoas não encontram a farmácia aberta após às 18h”, afirma o parlamentar. A proposição sugere que o expediente da unidade farmacêutica seja ampliado e siga de 8h às 22h, de segunda a sábado.

De acordo com o Presidente da Câmara, vereador Léo Feijoada (PSDB), outra dificuldade encontrada pelos pacientes e acompanhantes que utilizam a UPA é a falta de transporte ao deixarem o local à noite ou no período da madrugada. “Vemos pessoas que vão para UPA, muitas vezes até por meio do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), e ao receberem alta médica em horários avançados não têm como voltar para casa”. O parlamentar sugere que o Município adote um sistema de plantão de veículos, o qual denomina como Táxi da Saúde – conduções que possam ficar disponíveis em frente à UPA para atender a população.