Você está em:

Câmara Itinerante leva serviços e a reunião dos vereadores à Cachoeira do Campo

E-mail Imprimir PDF

24/06/2014

No dia 24 de junho, a Câmara de Ouro Preto esteve em Cachoeira do Campo por meio do programa Câmara Itinerante. Foram realizados 264 atendimentos no distrito. “Atendi 30 exames de vista, precisava ter feito mais e o tempo não deu”, afirma o optometrista Marcos Manoel sobre a grande demanda. “Em Antônio Pereira, por exemplo, foi preciso voltar, porque não foi possível atender em um único dia todos que procuraram o serviço”, conclui.

 

Durante a reunião ordinária realizada no fim da tarde, os moradores de Cachoeira do Campo reivindicaram melhorias. A moradora do Dionísio, Maria dos Anjos, pede atenção para a grande poeira gerada pela obra de infra-estrutura  realizada no bairro. “Aquela poeira está prejudicando todo mundo, não só o pessoal do Bairro Dionísio, como também o pessoal da rua Tombadouro. Chega essa época, temos muito problema respiratório, o transito é intenso e existe rede de esgoto a céu, inclusive”, relata. Maria dos Anjos solicita também a contratação de um Terapeuta Ocupacional para retomar as atividades que aconteciam todas as quartas-feiras no Clube da Maior Idade Estrela do Oriente Cachoeirense  e que estão suspensas há mais de um ano.

Já a moradora Maria do Rosário Fontes apresentou a carência médica do distrito. Segundo ela, o Posto de Saúde Bem Viver, localizado à rua Turmalina, conta apenas com uma médica e o quadro é insuficiente para a demanda local. O líder de governo na Câmara, vereador Roberto Leandro (PSDB), apontou que o déficit de profissionais é um grande desafio em todo o cenário nacional e lembrou a iniciativa da presidente Dilma de lançar o programa Mais Médicos.

Willian Castro, comerciante na rodoviária de Cachoeira do Campo, questionou a situação em que o terminal opera desde a sua inauguração. “A iluminação está precária, os banheiros não estão funcionando adequadamente, há muita poeira na rodoviária e praticamente não há bancos para sentar. Vemos muita sujeira, já que material de limpeza. Há muito funcionário, mas não tem material completo de limpeza”, aponta o comerciante que convive diariamente com o problema. “Eu aguardo que alguma providência seja tomada, eu acredito muito na competência do prefeito e de todos os vereadores. Essa reivindicação não é para criticar o governo atual, mas para que esteja ciente sobre essa  situação”, completa.

O vereador Thiago Mapa (PP) lembra que participou da Comissão Especial da Câmara formada no início de 2013 para averiguar as condições da rodoviária local. “É uma obra eleitoreira, mas que é de suma importância para Cachoeira do Campo, por mais que ela tenha sido mal feita, naquela correria”, avalia o parlametar. “Lembro que em uma das primeiras Comissões que participei foi vindo ao distrito já que, cinco meses depois da inauguração da rodoviária, os postes já não funcionavam. Foi uma obra feita pela KTM, mas a administração já teve o prazo de um ano e meio para concertar o que está errado”, completa.

Os vereadores aprovaram uma Indicação conjunta reforçando todos pedidos da comunidade de Cachoeira do Campo. “Eu avalio que a comunidade está fazendo muito bem em reivindicar o que ainda não foi feito”, ressalta o vereador José Maria Germano (PSD). “É verdade que todas as solicitações feitas aqui eu já fiz ao Executivo por meio de Indicações aprovadas na Câmara Municipal de Ouro Preto. Mas faz bem a comunidade de reivindicar, reforçar, e gerou essa Indicação conjunta dos vereadores para reforçar os pedidos”, afirma.

O vereador Wander Albuquerque (PDT) presidiu a reunião e lamenta a morosidade do projeto que pretende expandir o atendimento da UPA do distrito para horário integral. “A UPA 24h é uma reivindicação antiga e até agora não aconteceu. A questão da voçoroca também é um problema muito sério em Cachoeira do Campo e não foi resolvido. A gente vê com tristeza e lamenta por ser o maior distrito do Brasil", pontua Wander.