Você está em:

Glaura reivindica melhorias para fossa séptica e posto de saúde

E-mail Imprimir PDF

28/08/2014

Por meio da Câmara Itinerante, a Câmara de Ouro Preto esteve em Glaura dia 28 de agosto. Ao longo do dia, foram realizados 322 atendimentos no distrito, entre eles, exames de vista distribuição de mudas, aferição de pressão arterial e glicose.

 

Durante a reunião ordinária realizada no distrito, o morador Éder Zacarias apresentou uma série de reivindicações antigas da comunidade. “A população está se sentindo desprotegida, esquecida pelo Governo Municipal. A fossa ao lado da Gameleira é uma vergonha, fica ao lado de ponto de ônibus e de um açougue, e é um mau cheiro terrível”, afirma o morador.

Depois de ouvirem as reivindicações da comunidade, os vereadores aprovaram uma Indicação conjunta que cobra da prefeitura a reforma da Igreja Matriz de Santo Antônio; Cobertura, iluminação e construção de banheiros na quadra, Extensão de rede elétrica na estrada que dá acesso à localidade de Soares; Calçamento nas ruas Estrela D'Alva, Portela, Luiz Pimenta da Silva, Paraopeba, Morro da Pontaria e no final da rua do Cruzeiro; Limpeza das ruas do bairro do Campo; Reforma do Salão Comunitário; Antena de telefonia celular; Ampliação do posto de saúde; Troca de lâmpadas na praça Gameleira; Limpeza e recuperação do asfalto que dá acesso ao distrito; Placa de identificação das ruas; E limpeza e manutenção na fossa séptica da Gameleira.

O vereador Wander Albuquerque (PDT) trouxe informações sobre a reforma da Igreja Matriz. “Durante a prestação de contas da Secretaria de Cultura dia 26, o secretário disse que a restauração da igreja de Glaura já se encontra em licitação. A restauração é um recurso do Governo Federal”, afirma o parlamentar.

Foi aprovada, também, uma Representação à Cemig para manutenção da iluminação pública e troca de lâmpadas dos postes de Glaura e dois Requerimentos que pedem informações sobre o Pólo Cultural de Glaura, em relação à obra de troca do encanamento e sobre a manutenção dos computadores do local.

O presidente da Câmara, vereador Léo Feijoada (PSDB), afirma que as reivindicações do distrito são recorrentes. De acordo com o chefe do Legislativo, as reuniões itinerantes deveriam ser realizadas pela Prefeitura. “Os atendimentos sociais trazidos pela Câmara Itinerante são positivos. Durante a reunião foram feitas as mesmas reivindicações levantadas ano passado, ou seja, o Município não atendeu algumas demandas do distrito de Glaura”, pontua o vereador. “Eu volto a sugerir que haja Prefeitura itinerante no lugar da Câmara Itinerante, porque as pessoas vêm reivindicar o que é obrigação do Executivo. O Legislativo sugere o que tem que ser feito e o Poder Executivo não assume. Então a gente vai estudar para que no futuro não haja mais reunião itinerante”, afirma Léo.

A próxima Câmara Itinerante será realizada em Amarantina, dia 4 de setembro.