Você está em:

Câmara busca soluções para que garis efetivos retomem suas atividades

E-mail Imprimir PDF

 

Os vereadores ouro-pretanos receberam, na reunião ordinária dessa terça-feira (4), o gari Maurílio de Sales Dias que pediu apoio dos parlamentares para que os coletores de lixo de Ouro Preto consigam exercer suas atividades plenamente.

 

 

De acordo com os garis, os problemas na execução do serviço de coleta de lixo ocorrem em consequência da terceirização dos trabalhos, o que gerou a falta de instrumentos e veículos.

“Simplesmente estamos pedindo para trabalhar. Desde dezembro estamos sem fazer nada. Não estamos jogados pelo prefeito, pois ele nos deu atenção. Porém, precisamos de instrumentos e caminhão para trabalhar”, aponta o gari Maurílio de Sales Dias, que usou a Tribuna Livre, representando os colegas. Para o vereador Marquinho do Esporte (SD), a situação tem que ser solucionada o mais breve possível. “Temos garis efetivos que podem colaborar com a limpeza, pois eles também são coletores. Eles vieram só pedir o direito de trabalhar e exercer sua função”, pontua.

Diante do caso, foi realizada, nessa quarta-feira (5), uma reunião na Secretaria Municipal de Governo, com o objetivo de esclarecer e achar medidas para solucionar a situação. Segundo o vereador Juliano Ferreira (PMDB), que participou do encontro, será realizado um ajuste para que os trabalhadores retomem as atividades. “Ficou decidido que haverá uma conversa com o secretário de Meio Ambiente para ficar definido em qual secretaria os garis serão lotados. A partir daí, será estipulado um prazo para eles começarem a trabalhar. Como eles são funcionários efetivos, será pré-determinada a área onde atuarão, para não misturar com o espaço de responsabilidade de empresa da iniciativa privada. Tudo isso será definido entre o dia 20 e 25 deste mês”, esclarece Juliano. A previsão é que os trabalhos sejam normalizados ainda este mês.