Você está em:

Câmara de Ouro Preto discute sobre transporte público municipal

E-mail Imprimir PDF

Um dos principais pontos debatidos durante a reunião ordinária dessa quinta-feira (11) foi a questão do transporte público municipal. A discussão foi motivada pela representação nº 67/2017, de autoria do vereador Geraldo Mendes (PCdoB), encaminhada à empresa responsável pelo transporte municipal, Transcotta, solicitando informações sobre o motivo pelo qual o ônibus responsável pelo itinerário dos bairros Pocinho - São Cristóvão/São Cristóvão - Pocinho não está cumprindo a rota completa, principalmente no período noturno.

“O problema do transporte público em Ouro Preto é antigo, não temos uma licitação nesse sentido. A representação requer mais detalhes dessa rota, uma vez que, no Pocinho, os motoristas não estão indo até o ponto final e isso prejudica principalmente as pessoas que trabalham a noite”, explica Geraldo.

Os edis debateram amplamente sobre o caso e ressaltaram que a situação é recorrente em diversos bairros do município. Mais uma vez, também foi questionada a necessidade da licitação para o transporte público em Ouro Preto; a ampliação do percusso dos veículos de táxis lotação; e também sobre a instalação de taxímetros nos táxis.

Projeto que denomina logradouro público é aprovado em redação final

Os vereadores também aprovaram, em redação final, o projeto de lei nº17/2017, que denomina o logradouro público no distrito de Cachoeira de Campo como “rua Pedra Sabão”. O documento é de autoria do vereador Vantuir (SD).

Do mesmo modo, também foi aprovado o projeto de lei nº19/2017, que denomina o logradouro público no bairro Morro da Queimada como “Escadaria Arraial do Ouro”, de autoria de Juliano Ferreira (PMDB).