Você está em:

Câmara Itinerante realiza cerca de 6 mil atendimentos nos distritos de Ouro Preto em 2017

E-mail Imprimir PDF

O Legislativo ouro-pretano percorreu, durante este ano, os doze distritos do município com a Câmara Itinerante. O objetivo da iniciativa foi aproximar os moradores das ações do Legislativo, levando serviços e as reuniões ordinárias às comunidades mais distantes. Assim, nessa terça-feira (5), foi realizada a última edição de 2017 da Câmara Itinerante, no distrito de Lavras Novas, na Escola Municipal Lavras Novas.

O presidente da Câmara, Wander Albuquerque (PDT), fez um balanço da Câmara Itinerante 2017: “Percorremos todos os distritos, tivemos atendimentos do CAC e demais parceiros e as nossas reuniões ordinárias. Percebemos que foi bem proveitoso, principalmente neste ano, o primeiro dessa nova legislatura. Os vereadores puderam conhecer como funciona a Câmara Itinerante e a população também ter acesso aos parlamentares. Entendemos a realidade de cada distrito, muitas demandas são as mesmas dos anos anteriores, aguardamos que o município possa realizar os desejos dos moradores e vamos continuar cobrando”.

A Câmara Itinerante realizou cerca de 6 mil atendimentos durante todo o ano, levando atividades sociais, por meio do Centro de Atendimento ao Cidadão (CAC) e de parceiros. De acordo com o coordenador do CAC, Gabriel Neme, o saldo dos atendimentos foi positivo. “Levamos aos doze distritos de Ouro Preto diversos serviços de cunho socioeconômico, educativo, de desenvolvimento social e saúde. Muitas vezes, as pessoas não têm acesso devido às dificuldades financeiras ou de deslocamento”, explica.

Além dos serviços, também foram realizadas as reuniões ordinárias em todos os locais, sendo mais uma alternativa para a população fazer reivindicações e sugestões aos vereadores. O representante da Associação de Moradores de Lavras Novas, Agnaldo da Cruz, utilizou a Tribuna Livre para falar sobre alguns problemas do distrito: “Passamos por um período de cinco meses de seca e faltou água para toda a comunidade, o pessoal sofreu muito com isso. Conseguimos em setembro com a Prefeitura a construção de um poço artesiano, agora estamos lutando para eles fazerem a ligação, pois nós estamos muito apertados devido ao turismo que requer água para abastecer as casas”. Ele também reivindicou melhoria na estrada de acesso ao distrito.

“Quero parabenizar a participação dos moradores de Lavras Novas, foi a Câmara Itinerante que mais moradores participaram. A questão da estrada tem que ser uma prioridade, antes que aconteça um acidente. Outra questão importante é a água, que sabemos que foi um assunto abordado em todos os distritos e na sede”, ressaltou o vereador Marquinho do Esporte (SD).

Ao final da reunião, os edis fizeram um requerimento e uma indicação, que serão encaminhados ao Executivo, solicitando informações e pedindo para que sejam atendidas as reivindicações solicitadas pelos moradores de Lavras Novas. Também foi feita uma representação que será encaminhada ao Semae-OP melhorias no saneamento básico no abastecimento de água.

Aprovado projeto de crédito especial à CMOP


Durante a reunião, também foi aprovado, em redação final, o projeto de Lei nº68/2017, do Executivo Municipal, autorizando a abertura de crédito especial à Câmara Municipal de Ouro Preto para pagamento de obrigações financeiras com o Executivo Municipal. De acordo com o documento, “a principal motivação para a apresentação deste projeto foi a confissão de dívida apresentada pela Mesa Diretora da Câmara Municipal. Tal dívida refere-se ao Passivo Financeiro encontrado pela atual Mesa Diretora. O passivo foi detectado nas contas da gestão da mesa diretora passada (biênio 2015/2016). O passivo encontrado sem juros e correção monetária foi de R$783.202,71”.

Ainda de acordo com o projeto, “a Mesa Diretora atual, buscando mais uma vez atender aos princípios da legalidade e transparência, informou que está sendo contratada pela Casa Legislativa uma consultoria especializada para fins de se proceder para com o levantamento das responsabilidades quanto a passivo financeiro encontrado” e que “será enviado relatório conclusivo aos órgãos de Fiscalização e Controle para a tomada de providências cabíveis”.