Você está em:

Ouro Preto ganha 17 novos cidadãos honorários

E-mail Imprimir PDF

Além dos Títulos de Cidadania, a Câmara Municipal também concedeu Diplomas de Honra ao Mérito

 

A noite do dia 13 de dezembro, última quarta-feira, ficará marcada na vida de 28 pessoas que receberam as principais honrarias do Legislativo ouro-pretano: Título de Cidadania Honorária e Diploma de Honra ao Mérito. Trata-se de uma forma de Ouro Preto, por meio da Câmara Municipal, reconhecer e valorizar mulheres, homens e entidades que realizam importantes trabalhos no município.

“Fico feliz por ver que nós, vereadores, conseguimos escolher muito bem os homenageados. São jovens, adultos e idosos, com áreas de atuação diversas, exemplos na saúde, na educação, na segurança, no esporte, no social, com trabalhos na sede e nos distritos. Tanto o Diploma de Honra ao Mérito, como o Título de Cidadania Honorária são uma forma de destacarmos e agradecermos a essas pessoas que tanto fazem em prol do nosso município. E pedimos que todos continuem empenhados em suas ações e trabalhos para que possamos construir uma Ouro Preto cada vez melhor”, afirmou o presidente da Câmara, vereador Wander Albuquerque (PDT).

Para o prefeito Júlio Pimenta (PMDB), “essa cerimônia é sempre muito emocionante, porque é um reconhecimento das personalidades, entidades e pessoas que amam Ouro Preto e que desenvolvem trabalhos por nossa comunidade. Aqueles que receberam o título de cidadão honorário não nasceram em Ouro Preto, mas adotaram Ouro Preto como a cidade do coração. A Câmara foi muito feliz com as indicações, parabenizamos a todos os vereadores e, principalmente, aos homenageados”.

O empresário Carlos Teixeira Niquini recebeu o Título de Cidadão Honorário e representou os demais homenageados em discurso durante a cerimônia. Emocionado, ele falou sobre a sua trajetória com a cidade de Ouro Preto: “Minha vida foi feita em Ouro Preto e eu envelheci aqui, então, já me considero ouro-pretano há muitos anos. Aumenta o nosso compromisso, pois a gente é considerado parte de um todo”.

Além de Carlos Teixeira Niquini; também foram agraciados com a Cidadania Ouro-pretana: Célia Antunes dos Passos; Clênio Antônio da Silva; Fabrício Nepomuceno Bicalho Santos; Fernando Antônio Braga; Irmã Maria Helena Resende; José Porfírio de Araújo; José Romero; Luciano Rebello de Freitas; Magda de Fátima Gontijo de Godoy; Márcio Antônio de Oliveira; Maria Marta Guido de Lima; Norberto José dos Reis; Rodrigo Filardi; e Sérgio Luiz Affonso.

Já Rosângela Arlinda Estanislau Fernandes recebeu o Diploma de Honra ao Mérito. Ela é professora de Língua Portuguesa na rede municipal de ensino e servidora efetiva da Câmara Municipal de Ouro Preto desde 2004. “Eu sou professora e também funcionária da Câmara, fico muito lisonjeada, porque até acredito que existem pessoas que são melhores do que eu. Agradeço muito as pessoas que acreditam em mim, não só minha família, como também os meus colegas de trabalho”, comemorou.

Também foram homenageados com os Diplomas de Honra ao Mérito 2017: Associação dos Agricultores Familiares de Piedade e Região; Corporação Musical Sagrado Coração de Jesus e Maria do Distrito de Miguel Burnier; Ênio Márcio Barroso Costa; Grupo de Oração Nossa Senhora Aparecida; Íris Maria Vieira; Márcia Helena de Carvalho Gonçalves e Fortes; Paulino dos Santos; Projeto Cia da Gente; Rodrigo Macedo Bustamante; Sérgio Geraldo Neves; Shirley Xavier; e Valmir Aparecido Maximiano.

Carmelita Barbosa de Moraes e Cláudia Aparecida Marliére de Lima também foram agraciadas com o Título de Cidadãs Honorárias de Ouro Preto mas não puderam participar do evento e receberão o documento em uma nova oportunidade. Os homenageados são indicados pelos vereadores por meio de projeto de resolução votado e aprovado em Plenário. A cerimônia aconteceu no Ouro Preto Tênis Clube (OPTC) e contou com a participação de vereadores, homenageados e seus familiares e amigos.