Você está em:

Reunião da Câmara Municipal debate melhorias para Santo Antônio do Leite

E-mail Imprimir PDF

A Tribuna Livre da Câmara Municipal de Ouro Preto, durante a reunião ordinária dessa terça-feira (7), contou com a participação da fotógrafa Elizete Gomes Abreu Silva, moradora de Santo Antônio do Leite. Na oportunidade, ela apresentou diversos problemas do distrito, principalmente a situação das estradas. “Nós estamos reivindicando algum dos nossos direitos, principalmente a manutenção das ruas e vias do distrito e das comunidades Alto da Boa Vista, Gouveia e Chapada. Alguns outros pontos têm esgoto a céu aberto. Nós estamos sofrendo demais, porque, infelizmente, a todo momento temos que ficar desviando dos buracos”, disse Elizete.


Segundo a vereadora Regina Braga (PSDB), “a gente entende a indignação, e eles estão cobertos de razão. Falamos na Câmara, não só de Santo Antônio do Leite, tem vários outros distritos precisando de obras. Esse é o resultado de anos e anos, precisamente nos últimos 12 anos com falta de investimento em saneamento básico, infraestrutura urbana e falta de água”.

Os parlamentares aproveitaram para explicar o papel do vereador, que é legislar e fiscalizar, mas não pode fazer obras, por exemplo. “O vereador é muito limitado, o que ele pode fazer é fiscalizar se os recursos públicos estão sendo bem gastos, questionar se as coisas estão certas, apontar o que está errado e pedir junto com o povo, fazendo indicações, requerimentos e representações. Pedir é o que a gente pode fazer, o ato de executar cabe ao prefeito”, acrescentou Regina.

Como resultado, todos os 15 vereadores fizeram uma representação, aprovada ainda durante a sétima reunião ordinária, a ser encaminhada ao Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DEER/MG). O documento pede que, em caráter emergencial, sejam tomadas as providências necessárias para o reparo da estrada que dá acesso ao distrito de Santo Antônio do Leite, no trecho conhecido como Curva do Jatobá, que foi comprometida por deslizamentos no período da chuva. O presidente da Câmara, Wander Albuquerque (PDT), também garantiu que os edis continuarão solicitando melhorias para o distrito.

Também foram apresentadas, na reunião, mais duas representações, onze indicações e sete requerimentos, além de votados três projetos de lei. Destaque para o projeto de lei  ordinária nº84/2018, de autoria de Júlio Pimenta (PMDB), que declara 2018 como o Ano do Patrimônio Cultural em Ouro Preto.

As reuniões ordinárias da Câmara de Vereadores acontecem às terças, às 16h, e às quintas, às 9h. São abertas ao público e transmitidas ao vivo pelo site e fanpage da Câmara no Facebook, além da TV local, site e rádios parceiras.