Você está em:

Cerimônia marca centenário de Durval Pereira

E-mail Imprimir PDF

O centenário do artista Durval Pereira foi celebrado com uma solenidade em sua memória realizada pela Câmara de Vereadores e pela Prefeitura de Ouro Preto, nessa terça-feira (26), no Anexo do Museu da Inconfidência. Natural da capital paulista, Durval Pereira é considerado um grande nome do impressionismo brasileiro e teve os casarões coloniais de Ouro Preto como uma de suas várias inspirações. Falecido em fevereiro de 1984, ele completaria 100 anos em 26 de junho, data escolhida para a homenagem.

 

 

Segundo o curador das exposições do artista, Lut Cerqueira, “Durval tinha um amor por Ouro Preto que era incondicional. Ele era apaixonado por Ouro Preto, sempre saía daqui com o coração partido, já pensando em voltar”. O colecionador de suas obras, Hebron Oliveira, também participou do evento e reforçou a paixão do artista pela cidade: “Ele tinha um amor especial por Ouro Preto. Acho que aqui era o lugar onde ele mais se sentia feliz no mundo, e a beleza da cidade que ele traduziu nas telas. Hoje, Ouro Preto está em diversas casas e locais mundo afora por causa do Durval Pereira e do amor que ele tinha por essa cidade”.


A solenidade foi solicitada pelo requerimento nº 140/2018, de autoria do vereador Chiquinho de Assis (PV) e aprovada em plenário pelos demais colegas parlamentares. “O objetivo principal é a gratidão. Em nome dos vereadores e em nome do povo de Ouro Preto, agradecer a Durval, por meio de sua família, por retratar tão bem a nossa cidade. Grande parte de sua obra é Ouro Preto, com várias luzes e cores, uma pintura impressionista que levou o nome do município para o mundo”, apontou Chiquinho.

Durante a cerimônia, foi entregue uma placa de homenagem da Câmara e da Prefeitura ao centenário de Durval Pereira, recebida por sua neta, Cláudia Villa Real. Muito emocionada, ela afirmou que relembrou a infância e a trajetória do avô. “Estou muito comovida, a única coisa que tenho a fazer é agradecer a todos vocês e à cidade. Estou muito feliz por está aqui, é um momento de muita emoção para mim, especialmente por ser o centenário do meu avô”.

A solenidade também contou com a presença do vereador Mercinho; do secretário municipal de Cultura e Patrimônio, Zaqueu Astoni; da diretora do Museu da Inconfidência, Deise Lustosa; além de representantes da classe artística e cultural.

A “Mostra Durval Pereira – Impressões brasileiras/100 anos” está presente na cidade com um acervo de 220 obras divididas entre a Casa dos Contos, o Anexo do Museu da Inconfidência, a Galeria Ivan Marquetti do Grêmio Literário Tristão de Ataíde e do Centro Cultural e Turístico do Sistema Fiemg. A exposição é uma realização do Instituto Origami; a visitação é gratuita até o dia 30 deste mês.