Você está em:

Vereadores buscam permanência da agência dos Correios na Bauxita

E-mail Imprimir PDF

O fechamento da agência dos Correios do bairro Bauxita foi um dos temas discutidos durante a reunião ordinária da Câmara Municipal de Ouro Preto dessa terça-feira (11). A representação de nº134/2018, de autoria dos vereadores Alysson Gugu (PPS) e Geraldo Mendes (PCdoB), solicitou ao superintende estadual de Operações de Correios e Telégrafos do Estado de Minas Gerais, Juarez Pinheiro Coelho Júnior, a permanência dessa unidade da empresa em Ouro Preto. A previsão é que a agência encerre as atividades no dia 1º de outubro.


Alysson Gugu explicou que a agência é importante para a Bauxita, pois recebe comerciantes e toda a comunidade de Ouro Preto e dos distritos, não apenas do bairro. “Ela também alivia a demanda da agência do Centro, uma vez que a mesma não consegue suportar a alta demanda. Então, o objetivo é unir forças para que o município não perca essa agência”, disse.

Para o presidente do Legislativo, Wander Albuquerque (PDT), “a Bauxita é um bairro imenso na cidade, que contempla a Universidade Federal de Ouro Preto [Ufop], escolas, o Instituto Federal de Minas Gerais [IFMG] e comércios. Assim, entendemos que esse serviço não pode sair do bairro. Já entramos em contato com o deputado estadual Toninho Pinheiro (PP-MG), que tem ajudado muito a cidade de Ouro Preto, para marcarmos uma reunião, em caráter de urgência em Brasília, para tratar desse assunto”.


O documento também foi assinado pelos vereadores Wander Albuquerque (PDT), Vander Leitoa (PV) e Vantuir Silva (SD). Os edis ouro-pretanos aguardam a resposta à representação e ressaltaram que continuarão buscando a permanência da agência dos correios na Bauxita.


Jimi 2018 é debatido durante reunião


O vereador Marquinho do Esporte (SD) apresentou o requerimento nº272/2018, encaminhado à Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, pedindo informações sobre o motivo pelo qual o município não sediou o evento dos Jogos do Interior de Minas Gerais (Jimi) 2018.


“Ouro Preto era sede do Jimi, sendo que o evento aconteceria em julho, mas, devido à greve dos caminhoneiros, foi cancelado e passado para outra data. Agora, faltando uma semana para a competição acontecer, soltaram uma nota da Secretaria de Esportes e Lazer cancelando o Jimi aqui no município. Os esportistas de Ouro Preto competiriam em várias modalidades, prepararam o ano inteiro para participar e depois receberam essa informação. A mudança fez com que várias modalidades não participassem pelo fato de o evento ser em outra cidade, e aqueles que foram participar estavam em uma situação bem precária. Também tem a questão dos hotéis, pousadas e todo o comércio do nosso município que perdeu com a não realização do evento”, ressaltou Marquinho.


Durante a reunião ordinária, foram aprovadas três indicações; quatro representações; oito requerimentos; um projeto de lei ordinária em primeira discussão; um projeto de lei complementar e um projeto de lei ordinária em segunda discussão. As reuniões da Câmara de Vereadores acontecem às terças, às 16h, e às quintas, às 9h. São abertas ao público e transmitidas ao vivo pelo site e fanpage da Câmara no Facebook, além da TV local, site e rádios parceiras.