Você está em:

Mais de vinte pessoas e entidades são agraciadas com a Moção de Aplauso na Câmara de Ouro Preto

E-mail Imprimir PDF

A terceira entrega de Moções de Aplauso de 2018 lotou o Plenário da Casa Bernardo Pereira de Vasconcellos com homenageados, familiares e amigos. Na última terça-feira (25), foram concedidas 25 homenagens durante a 56ª reunião ordinária da Câmara Municipal de Ouro Preto, sendo um Diploma de Honra ao Mérito e as demais referentes a Moções de Aplauso a entidades e personalidades ouro-pretanas que se destacam por sua expressão na sociedade nas áreas social, cultural, educacional e esportiva.

O presidente da Casa Legislativa, Wander Albuquerque (PDT), ressalta a oportunidade que os vereadores têm de poderem “indicar pessoas e entidades que prestam serviços, alguns de maneira voluntária, para a nossa comunidade e que tanto se dedicam à cidade de Ouro Preto”. O vereador Vander Leitoa (PV) concorda: “Eu gostei muito da oportunidade de fazer essas homenagens. É algo grandioso para nós vereadores. Os homenageados estão todos de parabéns, são merecedores dessa moção tão importante para Ouro Preto.”

O empresário Paulo Raimundo Ferreira e sua equipe receberam a Moção de Aplauso em nome da Associação Comercial e Empresarial de Ouro Preto (Aceop). Segundo ele, “é um ato de reconhecimento ao trabalho que toda equipe da associação desenvolve, é um trabalho voluntário, nós atuamos sempre em busca do melhor para o empresariado de Ouro Preto”.

Outra homenageada da noite foi a Associação Comunitária e Ecológica de Ouro Preto – Rádio Província, pelos seus 20 anos de fundação. “É uma emoção muito grande completar 20 anos e receber desta Casa, que a gente respeita tanto e que é parceira da Província desde do seu primeiro momento. Vinte anos é uma data muito forte, a sobrevivência de uma imprensa comunitária livre no Brasil, infelizmente, ainda é muito difícil, a gente concorre com veículos de comunicação muito bem amparados”, afirma Laura Fina, que recebeu a honraria em nome da rádio.


O vereador Juliano Ferreira (MDB) explica sobre como funciona o processo para a outorga da honraria: “A Moção de Aplauso é uma indicação do vereador, cujo documento passa pela reunião de Comissões e, posteriormente, votação em Plenário durante a reunião ordinária. Então, quando se convida uma pessoa ou entidade para receber a Moção de Aplauso, geralmente ela tem um longo tempo de serviços prestados e benefícios que traz para o município de Ouro Preto. Não é uma escolha aleatória”.

Os homenageados com a Moção de Aplauso foram: Associação Comercial e Empresarial de Ouro Preto (Aceop); Associação Comunitária e Ecológica de Ouro Preto (Rádio Província); Augusta Rita Cotta Macedo; Benedito G. Martins e Maria do Carmo Martins e Martins; Coral Canto Crescente; Departamento de Fiscalização e Posturas; Edson Luiz de Novaes; Eli Carvalho e José Carvalho; Escola Estadual Antônio Pereira; Grupo de Jovens Fogo do Alto; João Carlos de Paula; Jorge Gonçalves e sua equipe; José Albano Gomes e Álvaro Gomes; José Algércio Alves Corgozinho; José de Paiva Gonzaga; José Sérvulo dos Santos; José Silvério Pereira; José Tomé de Paula; Leonardo Guimarães; Moacir Cornélio Gomes; Rita Maria Moraes Cota; Roni Martins Silva; Santa Casa de Misericórdia de Ouro Preto; e Weverton de Paula Pimentel.


Honra ao Mérito


Durante a reunião, também foi entregue o Diploma de Honra ao Mérito à Irmandade de Sant’Ana, representada por Alda Teixeira e Marcelo Oliveira. A honraria havia sido indicada em 2015, pelo vereador Chiquinho de Assis (PV), em função dos 285 anos de fundação da instituição e 280 anos de atividades na Santa Casa de Misericórdia de Ouro Preto, porém, não foi entregue na época pelo fato de o hospital passar por um processo de intervenção judicial (ocorrida no hospital entre 2015 e 2017). Alda Teixeira ficou emocionada com o reconhecimento e comemorou o fim da intervenção : “Nós continuamos trabalhando, mas sempre na retaguarda, porque a gente não podia exercer as nossas atividades, mas nunca deixamos de ir à Santa Casa, olhar os doentes e trabalhar pela Santa Casa”.

O provedor da Santa Casa, Marcelo Oliveira, agradeceu tanto o Diploma de Honra ao Mérito como a Moção de Aplauso ao hospital de autoria dos vereadores Zé do Binga (PPS) e Wander Albuquerque (PDT). “É um reconhecimento que a Câmara dá à Irmandade e ao hospital. A gente saiu de uma intervenção, encerramos o primeiro ano pós-intervenção. Então, é muito gratificante termos um reconhecimento da Câmara, dos nossos representantes. Eu fico emocionado e agradeço em nome de toda a Irmandade e de toda população da Santa Casa, dos trabalhadores, prestadores de serviços, médicos”, celebra.