Você está em:

Audiência Pública traz prestação de contas de 2017 e do 1º semestre de 2018 do Semae

E-mail Imprimir PDF

 

A Câmara Municipal de Ouro Preto promoveu, na última segunda-feira (26), audiência pública de prestação de contas do Serviço Municipal de Água e Esgoto de Ouro Preto (Semae). Os dados apresentados são referentes ao ano de 2017 e parcial de 2018.

 

O assessor técnico, Thiago Castro, esteve presente junto ao superintendente executivo, Júlio César Corrêa, e apresentou a receita e os gastos do órgão em 2017 e, parcialmente, de 2018. A composição da receita do Semae é dividida em receita própria, que em 2017 foi cerca de 18%, e em receita de repasse efetivo, que somou cerca de 81% no mesmo ano. Já em 2018, os números chegaram, aproximadamente, a 20% e 79%.

“O grande problema, como podemos ver, está sendo a crise que está assolando o estado de Minas Gerais, com a falta de repasse para os municípios, que vem afetando, também, os serviços do Semae. Mesmo com todos os problemas, continuamos trabalhando da melhor maneira possível. Outra fato que vem prejudicando é a inadimplência da Tarifa Básica Operacional (TBO), que é a nossa única fonte de arrecadação, mas que não cobre todos os nossos custos. A regularização dessas dívidas poderia melhorar os nossos serviços”, explicou Thiago Castro.

Para a vereadora Regina Braga (PSDB), “estavam gastando muito além do que estava arrecadando. Isso, obviamente, está refletindo agora e piorando com esses atrasos de repasse do Estado. A Prefeitura não tem que focar apenas em aumento da receita própria, tem que cortar despesas”, disse.

Regina Braga, que presidiu o debate, ainda ressaltou que continuará acompanhando e fiscalizando as ações do órgão.