Você está em:

Implantação de novas empresas em Ouro Preto é tema de reunião da Câmara

E-mail Imprimir PDF

Durante a reunião dessa quinta-feira (13) o secretário municipal de turismo, indústria e comércio, Felipe Vecchia Guerra, e o economista da secretaria, Ricardo Reis, utilizaram a Tribuna Livre para falar sobre Chamamento Público nº001/2018, que consiste em atrair empresas interessadas em cessão de terreno público, via Lei Autorizativa, por um período de quinze anos, sem encargos ao município.

“Fizemos um chamamento público dando ampla concorrência e divulgação para as empresas que querem vir a Ouro Preto ou para os polos industriais de Antônio Pereira e Cachoeira do Campo para gerar emprego e renda. Todos os vereadores estão imbuídos nessa causa e nos deram um bom retorno”, afirma Felipe Vecchia Guerra. Além disso, a secretaria trouxe na apresentação o andamento das propostas: treze empresas participaram do processo, demonstrando interesse em áreas nos distritos e na sede; todas as empresas foram previamente analisadas. O resultado foi publicado no Diário Oficial do Município no dia 26 de novembro. As seis primeiras empresas já estão em avaliação pelos vereadores.

O vereador Chiquinho de Assis (PV), autor do requerimento n° 364/2018, que solicitou a presença dos representantes da secretaria, declarou a importância da organização do chamamento público, “no meu entendimento, é a melhor notícia desse mandato, pois conseguimos ver um futuro com mais dignidade, desenvolvimento econômico e oportunidades aos ouro-pretanos”,disse.

“A tribuna livre de hoje foi muito importante para esclarecer sobre a geração de empregos e renda, não só no município, mas, também, nos polos de Antônio Pereira e Cachoeira do Campo, através da instalação das novas empresas”, apontou o vereador Vander Leitoa (PV).

Já o vereador Vantuir Silva (SD), ressaltou que “é muito importante a vinda dessas empresas para Ouro Preto pela geração de novos trabalhos para a população. Agora haverá uma criação de um projeto de Lei para doação de terrenos para esses empreendimentos. Convido a população para participar da reunião de comissões na próxima terça-feira, onde discutiremos esse projeto. Vamos torcer e trabalhar em prol desse propósito”.

Dessa forma, na próxima terça-feira (18), os vereadores discutirão esse projeto na reunião de Comissões do Legislativo. Após apreciação em reunião Ordinária e votado, sendo aprovado, as empresas já poderão começar as obras e terão o prazo de seis meses para entregá-las.