Você está em:

Sindsfop, SRE de Ouro Preto e GLTA são homenageados pela Câmara de Ouro Preto

E-mail Imprimir PDF

Na noite da última sexta-feira (14), a Câmara Municipal de Ouro Preto realizou sessão solene para homenagear três importantes entidades ouro-pretanas: o Sindicato dos Servidores e Funcionários Públicos do Município de Ouro Preto (Sindsfop), pelos seus 30 anos; a 25ª Superintendência Regional de Ensino (SRE) de Ouro Preto, por seus 50 anos de instalação no município; e o Grêmio Literário Tristão de Ataíde (GLTA), pelos seus 80 anos de fundação.

 

O GLTA foi fundado em 18 de outubro de 1938 por Padre José Mendes Barros. O patrono que dá nome ao grêmio é Tristão de Ataíde, pseudônimo literário do escritor Alceu de Amoroso Lima. Originalmente, era o grêmio do Colégio Arquidiocesano e, com o passar do tempo, suas atividades foram estendidas. Hoje, a entidade funciona em sede própria, um casarão, situado na confluência das Ruas do Pilar e do Paraná. Após 80 anos, continua atuando em prol da cultura, abrigando a sede da Orquestra Ouro Preto, galeria de exposições e auditório.

Para Flaviano de Souza e Silva, secretário do GLTA e curador da Sala Ivan Marquetti, a instituição, atualmente, “tenta se adaptar aos nossos tempos, se começou a 80 anos atrás como um grêmio literário, tratando tratava de questões de livros, literatura, escrita, desse tipo de arte literária; hoje, ele envolve mais do que isso. É um espaço cultural da cidade, ele é parceiro de várias instituições também educacionais. Essa é a grande satisfação que temos de ter o grêmio funcionando hoje e ficamos muito honrados em saber que a Câmara de Ouro Preto e os representantes do povo reservaram um momento para homenagear essa instituição que foi e continua sendo muito importante para nossa comunidade.

A então 16ª Delegacia Regional de Ensino de Ouro Preto foi criada em 1968. Em 1994, a unidade passou a se denominar 25ª Superintendência Regional de Ensino de Ouro Preto. A sua jurisdição atende a 202 escolas estaduais, municipais e privadas, abrangendo cinco municípios: Acaiaca, Diogo de Vasconcelos, Itabirito, Mariana e Ouro Preto. A superintendente regional de ensino, Crovymara Batalha, explica que são muitos desafios a serem vencidos pela SRE, que defende a permanência dos estudantes na escola e os direitos tanto de docentes como de alunos a fim de oferecer uma educação de qualidade a todos. “A superintendência completa 50 anos, órgão estruturado nos cinco município e com sede própria. A gente espera que os direitos e as conquistas alcançadas permaneçam e que a gente possa continuar defendendo a SRE com muita garra. A gente só tem a agradecer à Câmara dos Vereadores por essa homenagem”, acrescenta.

Os 30 anos do Sindsfop também foram lembrados na cerimônia. O vice-presidente presidente do órgão, José Nascimento Correia, recebeu a homenagem em nome dos trabalhadores: “Primeiramente, é uma grande honra ter esse reconhecimento e mostrar o grande trabalho que está sendo desenvolvido com a instituição. Estamos na luta. Não tem sido fácil. Pedimos para que todos os vereadores venham somar conosco”.

 

As homenagens foram idealizadas pelos vereadores Chiquinho de Assis (PV) e Regina Braga (PSDB), com o apoio dos demais parlamentares. “É uma honra muito grande poder homenagear essas três instituições de grande importância no nosso município. Estou muito feliz e muito orgulhosa. São datas muito especiais [30 anos do Sindsfop, 50 anos da 25ª SRE e 80 anos do GLTA] e que não poderiam de forma alguma passar em branco. Fechamos o ano com chave de ouro”, comemora Regina Braga.

Chiquinho de Assis também concorda: “São instituições muito importantes para a nossa cidade. Quero destacar que o Grêmio Literário Tristão de Ataíde, desde 1938 contribuindo com a formação cultural, literária e artística e, sobretudo, a formação cidadã, que era um dos grandes desejos do Padre Mendes. Da mesma forma, a gente homenageia a Superintendência Regional de Ensino, criada em 1968, auge da ditadura, quando Ouro Preto recebia uma instituição responsável por zelar pela organização e pelos direitos da educação de qualidade, principalmente educação pública, e essa instituição está na nossa cidade até hoje. Temos, ainda, o Sindsfop, que não poderíamos passar em branco. Precisávamos lembrar e saudar a memória de todos os servidores que já passaram por ali. Os trabalhadores merecem o nosso respeito nesse tempo tão difícil, de tanto cerceamento das liberdades, essas instituições que lutam para defender os interesses dos trabalhadores têm que ter o nosso apoio e a Câmara está sempre de portas abertas a elas”.

Essa foi a última honraria realizada pelo Legislativo ouro-pretano de 2018. Nesta terça-feira (18), a Câmara realiza a última reunião ordinária do ano, e as atividades legislativas retornam em fevereiro.