Você está em:

Valorização cultural e educacional entram em pauta

E-mail Imprimir PDF

Na 12ª Reunião Ordinária da Câmara Municipal de Ouro Preto, realizada na última quinta-feira (11), os vereadores discutiram a respeito de vários temas, incluindo a pauta educacional, cultural e patrimonial. 

Neste sentido, o Vereador Alex Brito (Cidadania) apresentou o Requerimento Nº 72/2021, que solicita que as corporações musicais sejam registradas como Patrimônio Imaterial de Ouro Preto. “Ouro Preto tem 10 corporações musicais e esta proposta  tem o objetivo de preservar a arte e facilitar os patrocínios.”, afirmou.

O Vereador Júlio Gori (PSC) elogiou a iniciativa e acrescentou dizendo sobre a tradição da música nas festividades e eventos culturais. “Isso é uma tradição que não pode acabar. E sinto as dificuldades que eles passam, temos que trabalhar para dar dignidade para eles.”, pontuou.

Além disso, Gori ressaltou que a música tem o potencial no desenvolvimento de habilidades. “Isso tira as crianças da criminalidade e faz com que as pessoas tenham disciplina. Temos que incentivar.”, declarou.

Durante a Reunião, outro tópico discutido foi em relação à educação profissional, que visa o preparo dos jovens para o exercício da profissão e para a vida em sociedade. E uma das matérias aprovadas foi a Representação Nº 49/2021, de autoria do Vereador Renato Zoroastro (MBD), que requer a possibilidade da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) criar um curso preparatório técnico e social para alunos da sede e dos distritos, de modo a contemplar os estudantes considerados de baixa renda. "Qualquer projeto que venha valorizar a juventude deve ser tratado com destaque. Eu acredito que a Reitora e Professora Cláudia Marliére queira estreitar esta relação.”, afirmou.

Zoroastro acrescentou que esta iniciativa pode auxiliar a conter a evasão escolar. “Percebemos uma evasão muito grande porque os jovens precisam trabalhar, e ao final deste curso, sairiam com uma profissão.”, esclareceu.

O Vereador Kuruzu (PT), elogiou a proposta e disse ser importante a parceria com a Universidade. “A indicação é de grande relevância e a Universidade tem um papel muito grande de gerar conhecimento.”, reforçou.

Praça da UFOP

A Vereadora Lilian França (PDT) também apresentou a Representação Nº 48/2021, que solicita informações sobre a limpeza, iluminação e conservação da Praça da UFOP, localizada em frente ao Centro de Artes e Convenções da UFOP, é um ponto de lazer e cultura muito frequentado pela população ouro-pretana.

Segundo a vereadora, a vegetação está muito alta e em grande volume, favorecendo o aparecimento de animais peçonhentos e consequentes transtornos para as pessoas que praticam exercícios físicos no local. Além disso, a iluminação está ineficiente, tornando o local ainda mais perigoso. “A iluminação deixa a desejar e este espaço público é muito utilizado pelos ouro-pretanos.”, disse.