Você está em:

Câmara institui programa de incentivo à doação de sangue entre seus servidores

E-mail Imprimir PDF

Durante a 78ª Reunião Ordinária de 2021, realizada na última terça-feira (16), foi aprovado o Projeto de Resolução Nº 345/2021, que autoriza o Poder Legislativo Municipal a criar e implantar o Programa de Doação de Sangue, que se destina a incentivar a doação de sangue entre os servidores públicos municipais da Câmara Municipal de Ouro Preto.

Através do Projeto, de autoria dos vereadores Luiz Gonzaga do Morro (PL) e Matheus Pacheco (PV), fica definido que a Câmara Municipal promoverá campanhas de estímulo à doação de sangue com o objetivo de esclarecer dúvidas dos servidores, bem como estimular o ato.

Também fica definido que o servidor público da Câmara Municipal poderá doar sangue em qualquer hemocentro, hospital ou clínica da região, sendo necessário a emissão de documento comprobatório por parte da instituição de saúde.

Além disso, o servidor que doar sangue de forma voluntária e regular por pelo menos duas vezes a cada ano, além de ter justificado o dia em que se ausentou do serviço para a doação de sangue, receberá uma folga do serviço de um dia em cada 12 meses de trabalho.

Segundo Luiz Gonzaga, a iniciativa visa promover a fidelização de doadores nos centros de coleta sanguínea. “Aprovamos esse projeto como forma de contribuir com os Hemocentros de nossa região, para que eles possam atender as necessidades e consigam manter os seus estoques em níveis seguros para oferecer à população atendimento imediato. Doar sangue salva vidas!”, ressaltou.

Além do Projeto, foi aprovada a Indicação Nº 606/2021, de autoria do vereador Matheus Pacheco (PV) e encaminhada ao Executivo Municipal, solicitando um estudo de possibilidade de criação de um programa de incentivo à doação de sangue para os servidores da Prefeitura. “Neste momento a Câmara está efetivando todo o projeto, de modo a torná-lo uma realidade. A doação de sangue é um ato necessário que salva vidas, portanto, estimular essa prática dentre os servidores públicos com toda certeza resultará em vidas sendo salvas”, apontou

A servidora Elizabeth Chades achou o projeto louvável e contou sobre uma experiência com doação de sangue. “A minha filha passou por um transplante de emergência, precisando de muito sangue. Foi uma experiência muito próxima, muito tocante. A demanda por sangue é muito forte, por isso acho louvável o incentivo à doação”, disse.

FOTOS: https://photos.app.goo.gl/JUrkTwQGGCkAJAPu5