Aprovado Projeto de Lei que declara o artesanato em pedra sabão como Patrimônio Cultural e Imaterial de Ouro Preto

Aprovado Projeto de Lei que declara o artesanato em pedra sabão como Patrimônio Cultural e Imaterial de Ouro Preto

Câmara Municipal de Ouro Preto - Aprovado Projeto de Lei que declara o artesanato em pedra sabão como Patrimônio Cultural e Imaterial de Ouro PretoCâmara Municipal de Ouro Preto - Aprovado Projeto de Lei que declara o artesanato em pedra sabão como Patrimônio Cultural e Imaterial de Ouro PretoDurante a 44º Reunião Ordinária de 2022, realizada nesta quinta-feira (14), foi aprovado, em Redação Final, o Projeto de Lei Ordinária Nº 443/2022, de autoria do vereador Mercinho (MDB), que declara o Artesanato em Pedra Sabão como Patrimônio Cultural e Imaterial do Município de Ouro Preto  e também cria o “Dia do Artesanato em Pedra Sabão”.

Conforme o Projeto, o artesanato em pedra sabão se encaixa na definição de patrimônio imaterial da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), que estabelece que  “as práticas, representações, expressões, conhecimentos e técnicas – com os instrumentos, objetos, artefatos e lugares culturais que lhes são associados – que as comunidades, os grupos e, em alguns casos os indivíduos, reconhecem como parte integrante de seu patrimônio cultural”.

Dessa forma, segundo o parlamentar, tendo em vista a riqueza do solo ouro-pretano  em pedra sabão e a influência de seu artesanato nos meios socioeconômico e cultural, o Projeto é de extrema importância para fomentar a prática no município. “É de grande importância esse projeto, tanto para o município quanto para nós santarritenses, pois Santa Rita é declarada o berço da pedra sabão”, acrescentou.

Saúde
Também durante a Reunião, foi aprovado o Projeto de Lei Ordinária Nº 448/2022, de autoria do vereador Vantuir (PSDB), que dispõe sobre a ampliação do atendimento de saúde mediante a disponibilização de estágio para estudantes dos cursos das áreas da saúde nas atividades clínicas em Ouro Preto.

De acordo com o vereador autor, o documento é muito importante para garantir a formação profissional dos estudantes, bem como aumentar a oferta de atendimento médico para a população. “Várias pessoas cursam na área da saúde e precisam do estágio. Têm sua formação, mas para ter o primeiro emprego é preciso o estágio, e em Ouro Preto, esse espaço é muito reduzido para essas pessoas. Então, esse projeto vem para facilitar e criar caminhos”, destacou.

Anterior Aprovados Projetos de Lei promovendo desburocratização e maior transparência tributária

Deixe O Seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.