Aprovados Projetos de Lei promovendo desburocratização e maior transparência tributária

Aprovados Projetos de Lei promovendo desburocratização e maior transparência tributária

Câmara Municipal de Ouro Preto - Aprovados Projetos de Lei promovendo desburocratização e maior transparência tributária

um dos projetos estabelece o pagamento de tributos e dívidas via cartão e PIX

Durante a 43ª Reunião Ordinária de 2022, realizada nesta terça-feira (12), foram aprovados dois Projetos de Lei Ordinária promovendo maior transparência na administração pública tributária do município e facilitando o pagamento de tributos  ao cidadão.

O Projeto de Lei Ordinária Nº 452/2022, de autoria do vereador Matheus Pacheco (PV), institui Política de Transparência na Cobrança do Imposto Sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) no município de Ouro Preto.

Segundo o vereador, é necessário ampliar os espaços de controle social em torno da cobrança dos tributos, uma vez que o contribuinte como financiador do Estado é detentor do direito de cobrar seus serviços e prestações públicas, mas também de transparência no processo de arrecadação destes recursos.

Dessa forma, o projeto propõe que sejam explicitados, de forma concisa na guia de arrecadação e na internet, os valores de arrecadação do IPTU por bairro, as variáveis e os valores que compõem o cálculo total do tributo de cada contribuinte, bem como os meios legalmente previstos para contestar o lançamento do imposto.

Já o Projeto de Lei Ordinária Nº 444/2022, de autoria do vereador Renato Zoroastro (MDB), dispões sobre o pagamento de débitos por meio de cartão de débito e crédito ou PIX nos órgãos da Administração Pública Direta e Indireta de Ouro Preto, permitindo que o contribuinte e também o consumidor inadimplente possam gerir da melhor forma seus orçamentos.

De acordo com o parlamentar, diversificar a forma de pagamento das dívidas e tributos é uma forma de desburocratizar o processo tributário, além de evitar que o contribuinte fique inadimplente com o município.

Ambos projetos foram encaminhados para apreciação do Executivo Municipal.

Subvenção social e pagamentos digitais

Durante a reunião também foram aprovados dois Projetos de Lei Ordinária de autoria do Executivo Municipal:

O Projeto de Lei Ordinária Nº 451/2022, que visa a autorização do Poder Legislativo para conceder subvenção social no valor de R$ 380 mil ao Lar São Vicente de Paula, sendo repassada em seis parcelas, destinada ao custeio de suas atividades.

E o Projeto de Lei Ordinária Nº 442/2022, que tem como objetivo autorizar o município a oferecer adiantamento salarial ao servidor do município, bem como conceder o pagamento de benefícios e auxílios sociais, eventuais ou permanentes, por meio de pagamentos digitais.

Anterior ADIADA- 19ª Audiência Pública de 2022

Deixe O Seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.