Audiência discutiu a realização de eventos na Praça Tiradentes

Audiência discutiu a realização de eventos na Praça Tiradentes

Audiência discutiu a realização de eventos na Praça Tiradentes

Câmara Municipal de Ouro Preto - Audiência discutiu a realização de eventos na Praça Tiradentes

Audiência discutiu a realização de eventos na Praça Tiradentes

No dia 5 de setembro , uma Audiência Pública trouxe para a Câmara Municipal um debate que vem gerando polêmica entre os ouropretanos: a realização de eventos na praça Tiradentes. O estopim para que a discussão ganhasse as ruas e chegassse ao Legislativo foram as reclamações a respeito do o 2° Encontro Nacional de Motociclistas de Ouro Preto, que aconteceu do dia 15 ao dia 17 do mês passado. Durante duas horas, o vice-presidente da Câmara, vereador Flávio Andrade (PV), os secretários de Esportes, Jaime Fortes, de Turismo, Vitório Lanari, e de Patrimônio, Gabriel Gobbi, membros da Associação de Moradores do Alto Centro Histórico e representantes dos motoclubes “Os Possuídos” e “Kissassa do Asfalto” discutiram alternativas para amenizar os transtornos causados pelos eventos sediados na principal praça de Ouro Preto.

A reunião terminou com um resultado prático: o Comitê de Eventos da prefeitura vai se reunir com os moradores dos arredores da praça antes da realização de qualquer festividade no local. “ Ficou acertado que a Comissão de Eventos passará a consultar a comunidade quando os eventos na praça estiverem sendo planejados”, explicou Flávio Andrade, ressaltando que a participação do Setor de Fiscalização da Prefeitura também, responsável pela cobrança do cumprimento da Lei do Silêncio, é fundamental para o sucesso da iniciativa. “Atualmente não há estrutura para que os fiscais fiquem de plantão durante todo o final de semana. O setor precisa de um suporte maior e também de divulgação, para que a população saiba a quem recorrer em casos de abuso no volume de som”, completou. O vice-presidente do Legislativo também anunciou que as Comissões da Câmara reavaliarão a Lei do Silêncio de Ouro Preto, sancionada pelo prefeito Ângelo Oswaldo (PMDB) em julho último e que entrou em vigor no mês passado.

A questão do som foi, por sinal, a principal reclamação dos moradores do alto centro histórico a respeito do encontro dos motociclistas. “Temos direito ao sono. Nos dias do Encontro de Motociclistas ninguém conseguiu dormir”, protestou Ricardo Pereira, presidente da Associação de Moradores do Alto Centro Histórico.

Outra alternativa, mas não de aplicação imediata, apresentada durante a audiência foi a transferência de eventos realizados na praça para um local próprio para a realização de shows de grande porte em Ouro Preto. Conforme o secretário de Turismo, no mês passado a prefeitura adquiriu o prédio e o terreno onde funcionava a antiga fábrica de tecidos da região do Tombadouro, local onde será construído o Centro Municipal de Eventos Fábrica-Ouro Preto. “O Ministério do Turismo já liberou R$ 2 milhões para a elaboração de projetos e para a recuperação dos prédios da antiga fábrica de tecidos. Mas os eventos tradicionais da praça Tiradentes continuarão acontecendo”, adiantou Vitório Lanari.

A permanência de eventos na praça Tiradentes também foi defendida pelo Secretário de Esportes. Jaime Fortes ressaltou que, apesar das críticas, o 2° Encontro Nacional de Motociclistas foi aprovado pela maioria da população. “Como servidores públicos, do povo, não podemos parar com os eventos na praça só porque uma ou duas pessoas não querem. A opinião de um não pode se sobrepor à opinião da maioria esmagadora”, justificou. “A audiência foi muito boa porque pudemos mostrar que o bicho não é papão, que estamos abertos ao diálogo. Ao invés de reclamações, as pessoas deviam apresentar sugestões”, concluiu Fortes.

O coordenador de eventos do Motoclube “Os Possuídos”, Edenir Ubaldo “Teteco” concordou com o secretário de Esportes. “Na audiência ficou esclarecido que faltou comunicação. O som pode ter incomodado os moradores do centro histórico, mas nós não sabíamos que estávamos incomodando”, disse. “Temos todo o interesse em participar da Comissão de Eventos, pois também fazemos parte do povo de Ouro Preto”, concluiu Teteco.

Publicado por: Assessoria de Comunicação em 09/10/2006

Anterior Audiência Pública discutirá Licitação de Transporte Público no Município

Deixe O Seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.