Audiência pediu esclarecimentos sobre as obras do Orçamento Participativo

Audiência pediu esclarecimentos sobre as obras do Orçamento Participativo

Audiência pediu esclarecimentos sobre as obras do Orçamento Participativo

Câmara Municipal de Ouro Preto - Audiência pediu esclarecimentos sobre as obras do Orçamento Participativo

Audiência pediu esclarecimentos sobre as obras do Orçamento Participativo

No último dia 16, às 19 horas, a Câmara promoveu uma audiência pública para discutir o andamento das obras definidas pelas reuniões do Orçamento Participativo em 2005. A convocação da audiência foi anunciada na reunião ordinária da Câmara de quinta-feira, 10, depois que a líder do governo, vereadora Crovymara Batalha (PPS), apresentou um relatório da Prefeitura mostrando que, das 27 obras escolhidas pelas comunidades dos distritos, apenas 4 foram concluídas e outras 5 estão em andamento. As 18 obras restantes ainda estão na fase de elaboração de projetos ou de licitação. “Não se pode brincar com a consulta popular e com as associações de moradores. Temos que achar um caminho para que a gente possa manter a credibilidade, o compromisso e a postura de diálogo com os movimentos comunitários, coisa que o Prefeito Angelo Oswaldo sempre pregou. Esse é um vaso que, se quebrado, dificilmente pode ser colado”, declarou o vereador Flávio Andrade (PV), que propôs a realização da audiência.

Na ocasião, a Câmara reuniu os delegados eleitos nas assembleias do Orçamento Participativo do ano passado e representantes da Prefeitura para discutir a questão . “As obras do Orçamento Participativo são importantíssimas. Elas não são escolhidas nem por vereadores e nem pelo prefeito, mas pelo povo. Além disso elas já estão dentro do orçamento”, disse o vereador Sílvio Mapa (PSDB).

Para o vereador Leonardo Barbosa, o “Léo Feijoada” (PSDB), o atraso na execução das obras do Orçamento Participativo deve ser creditado a um boicote da Secretaria de Obras à iniciativa. “Pessoas da Secretaria de Obras estão tentando manipular o Orçamento Participativo de acordo com seus interesses. O prefeito precisa acordar e começar a cobrar a conclusão dessas obras, que estão andando a passo de tartaruga”.

Publicado por: Assessoria de Comunicação em 10/08/2006

Anterior TRIBUNA LIVRE

Deixe O Seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.