Audiência Pública debate transporte da Secretaria de Saúde

Audiência Pública debate transporte da Secretaria de Saúde

 A Audiência Pública realizada nessa segunda-feira (8), pela Câmara Municipal de Ouro Preto, discutiu o transporte da Secretaria Municipal de Saúde. A audiência foi solicitada pelo vereador Léo Feijoada (PSDB), devido às constantes reclamações da população no tocante ao transporte fornecido pela secretaria no trajeto Ouro Preto – Belo Horizonte e dos distritos para a sede.

O secretário municipal de Saúde, Ariosvaldo Figueiredo apresentou a situação dos veículos da pasta, entre carros próprios e terceirizados. No total, a pasta possui 34 carros, sendo 22 veículos comuns, seis ambulâncias sanitárias, quatro ambulâncias do Samu e duas motos. No período de janeiro a abril de 2009, cerca de 570 pacientes utilizaram o sistema de transporte da secretaria em viagens para a capital mineira.

Apesar desse volume de veículos da secretaria, muitos pacientes reclamam de seu estado de conservação, higienização ou dos horários das viagens. “Há uma precariedade na prestação do serviço de transporte do município ao seu usuário, referente às pessoas que necessitam de ir de Ouro Preto a BH e também da zona rural até a sede. Em alguns distritos,  médicos do PSF [Programa Saúde da Família] fazem visitas nas casas, marcam exames e consultas na cidade, mas as pessoas ficam impedidas de chegar até a sede devido à falta de transporte. O objetivo dessa Audiência Pública é buscar caminhos para melhorar esse serviço”, enfatizou o vereador Leonardo Barbosa. A fim de diminuir o problema do transporte na zona rural, foi sugerido disponibilizar um carro para as comunidades, sendo pago preço fixo pela disponibilidade do motorista do veículo.

O transporte  de pacientes que fazem quimioterapia e/ou radioterapia na capital também foi debatido durante a audiência. Em geral, esses pacientes ficam muito debilitados com o tratamento e necessitam de uma atenção especial. Atualmente, eles viajam em carros ou ambulâncias comuns, utilizadas por todo tipo de pacientes. Para solucionar o problema, será estudada a possibilidade de  designar um veículo exclusivo para pessoas que realizam tratamento quimioterápico.

“Elaboramos alguns pontos que vamos estudar, como a questão da quimioterapia, do transporte da zona rural. Em geral, as audiências públicas são muitos positivas, pois a população tem a oportunidade de colocar suas necessidades, e os vereadores, que recebem essa demanda, têm a oportunidade de conversar com os secretários. A audiência dessa segunda não fugiu à regra”, concluiu o secretário de Saúde, Ariosvaldo Figueiredo.

Anterior Audiência Pública sobre transporte da Secretaria de Saúde

Deixe O Seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.