Câmara de Ouro Preto forma Comissão Especial para melhorias no Programa Bolsa Atleta

Câmara de Ouro Preto forma Comissão Especial para melhorias no Programa Bolsa Atleta

Câmara Municipal de Ouro Preto - Câmara de Ouro Preto forma Comissão Especial para melhorias no Programa Bolsa Atleta

Secretário de Esportes, Marco de Freitas, e membro da Comissão do Programa Bolsa Atleta esclareceram sobre os princípios de concessão do benefício aos atletas

Câmara Municipal de Ouro Preto - Câmara de Ouro Preto forma Comissão Especial para melhorias no Programa Bolsa Atleta

Os atletas Romualdo, José Henrique, Marcela e Márcia acompanharam o debate

06/08/2013

O Secretário Municipal de Esportes e Lazer, Marco Antônio de Freitas, participou da reunião da Câmara de Ouro Preto realizada no dia 6 de agosto para esclarecer os princípios do Programa Bolsa Atleta.

 

Marquinho foi convidado pelos vereadores devido ao questionamento da atleta Márcia Ferreira Guimarães que utilizou a Tribuna Livre da Câmara no dia 1° de agosto sobre os motivos pelos quais não recebe o benefício. Três desportistas ouro-pretanos que não são contemplados pelo programa irão participar do Campeonato Mundial de Atletismo Master que será realizado entre os dias 16 e 27 de outubro, em Porto Alegre (RS).

“É um projeto de alto rendimento e não é um projeto social”, destaca o secretário. “Acredito que precisamos criar um projeto à parte que utilize o critério socioeconômico para as pessoas que estão se dedicando e não são contempladas”, conclui ao salientar que o pré-requisito do Bolsa Atleta é o índice de resultado. Marquinho destacou que duas atletas de Ouro Preto, Lourdinha e Marinalva, estão participando de competições na Itália com o auxílio do Município, que disponibilizou o transporte.

Membro da Comissão do Bolsa Atleta, Selma Machado, apresentou detalhes sobre o programa. “Ele é destinado a promover o alto rendimento e a incentivar atletas no seu pico de carreira, para que eles despontem como atletas de bons resultados”, pontua Selma. A Comissão é formada por sete membros ligados à área de Esportes e tem como finalidade determinar critérios e deliberar sobre a concessão do benefício.

De acordo com Selma, eram cerca de 17 atletas beneficiados em 2012 e, neste ano, são 22 (sendo 11 deles da categoria Internacional). Além do rendimento, os atletas precisam atender a pré-requisitos, como o de faixa etária. Para o vereador Alysson Gugu (PPS), alguns critérios restringem a participação de bons atletas, quando o objetivo seria incentivá-los. Além de Márcia, os atletas José Henrique Rodrigues, Romualdo Galdino, Cláudia Nogueira e Marcela Guimarães participaram da reunião da Câmara e, muitos deles, são prejudicados pelo critério da idade.

Os parlamentares destacam que alguns atletas abandonaram a carreira por falta de apoio do programa. “Foi muito importante a participação da Secretaria de Esportes na reunião da Câmara já que foram muitas as reclamações e nós precisamos saber o que está acontecendo”, destaca o vereador Luiz Gonzaga (PR). “A gente vê que o governo está com boa vontade com o Esporte, mas eu tenho a relação de nomes de atletas que deixaram a carreira de ginasta por falta de apoio”, completa.

Os vereadores identificaram, também, que deveria haver representantes do Legislativo no Conselho Municipal de Esportes e que essa requisição ainda não chegou à Casa de Leis. O vereador Chiquinho de Assis (PV) defendeu que os vereadores possam compor, também, a Comissão do Programa Bolsa Atleta.

A Câmara nomeou uma Comissão Especial composta pelos vereadores Thiago Mapa (PPS), Roberto Leandro (PSDB), Chiquinho de Assis, Dentinho da Rádio (PT) e Luiz Gonzaga para acompanhar a luta dos atletas da cidade. Para os edis, um dos caminhos será propor a alteração do Decreto que estabelece os pré-requisitos exigidos dos atletas ou a elaboração de um Projeto de Lei que crie um novo programa que utilize critérios socioeconômicos.

Saúde – Na mesma reunião, a coordenadora do Comitê de Aleitamento Materno da Secretaria Municipal de Saúde, Cleia Barbosa, utilizou a Tribuna Livre. “O objetivo é juntar esforços para criação de uma lei municipal de promoção, proteção e apoio ao Aleitamento Materno”, afirma Cleia. A participação integra as iniciativas da Semana Mundial do Aleitamento Materno, durante a qual foi lançado o laço dourado como símbolo da ação de aleitar. O banco de leite de Ouro Preto conta, atualmente, com 18 doadoras.

Anterior Incorporação de Função

Deixe O Seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.