Câmara de Ouro Preto recebe Secretário de Obras e cobra ações da pasta

Câmara de Ouro Preto recebe Secretário de Obras e cobra ações da pasta

 

Câmara Municipal de Ouro Preto - Câmara de Ouro Preto recebe Secretário de Obras e cobra ações da pasta

Secretário de Obras, Eduardo Evangelista, participa por mais de três horas da reunião de vereadores de Ouro Preto

14.05.2013

Na reunião da Câmara de Ouro Preto realizada na terça-feira (14), os vereadores receberam o Secretário Municipal de Obras, Eduardo Evangelista. Ele participou da Tribuna Livre por cerca de três horas para esclarecer sobre as ações da pasta da qual está à frente desde janeiro.

 

 

“Solicitamos a presença do Secretário porque nós vereadores estamos juntos com a comunidade até mesmo com o espírito imediatista para que as obras públicas aconteçam”, pontua o presidente da Câmara, Léo Feijoada (PSDB). “Começamos a cobrar porque as iniciativas não estavam aparecendo e o secretário apresentou as demandas e prioridades do Município. Segundo ele, a secretaria fez o planejamento para começar a executar, ainda neste mês, as obras que as comunidades de Ouro Preto, dos distrito e povoados almejam para melhoria da qualidade de vida”, afirma Léo.

“Uma das ações que está a todo vapor para dar condições de funcionamento à cidade é a operação tapa buraco”, afirma o secretário Eduardo Evangelista. “As pessoas que percorrem os distritos também podem ver manutenção das vias, melhoria do serviço de capina e a manutenção de estradas vicinais. O que há é uma grande demanda de serviço e estamos fazendo o planejamento para garantir ações eficazes”, conclui.

Durante a reunião, os parlamentares questionaram os valores de algumas licitações do Município. “São licitações de valores altos e a maioria das empresas de Ouro Preto não tem condições de participar”, afirma o vice-presidente da Câmara, Wander Albuquerque (PDT), sobre o capital mínimo de 10% requisitado às empresas para participarem dos processos licitatórios.

“Nós sempre vamos bater nessa tecla de que as obras ainda precisam ser melhor divididas. O secretário nos garantiu que a prefeitura dará oportunidade para os pequenos empreiteiros do Município”, afirma o presidente Léo Feijoada.

Outro foco do debate foi a licitação válida por quatro meses, no valor de mais de R$ 2 milhões, para locação dos veículos que atendem as secretarias municipais. De acordo com o secretário Eduardo, o aluguel da Hilux que atende a Secretaria de Obras é de cerca de R$ 9 mil mensais. “No nosso entendimento, é um valor absurdo. Fizemos as contas e, durante quatro anos, compra-se, praticamente, quatro caminhonetes”, afirma o vereador Wander.

 

Anterior Câmara recebe reivindicações de funcionários do Semae e contra o aumento da passagem de ônibus

Deixe O Seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.