Câmara derruba Veto a Projeto sobre apresentação de artistas locais e recebe manifestação contra aumento de passagens

Câmara derruba Veto a Projeto sobre apresentação de artistas locais e recebe manifestação contra aumento de passagens

Protesto pede melhoria dos serviços de transporte coletivo no município

Protesto pede melhoria dos serviços de transporte coletivo no município

Reunião Ordinária da Câmara de Ouro Preto realizada na terça-feira, dia 5

Reunião Ordinária da Câmara de Ouro Preto realizada na terça-feira, dia 5

5-6-12

Na Reunião Ordinária da Câmara de Ouro Preto, realizada na terça-feira (5), os vereadores derrubaram o veto total da Prefeitura à Proposição de Lei nº 12/2012, originária do Projeto de Lei nº 10/2012, de autoria da vereadora Crovymara Batalha (PMDB). A Proposição de Lei dispõe sobre a apresentação de artistas locais na abertura ou encerramento de shows musicais que ocorrerem em Ouro Preto.

Durante a reunião, a parlamentar anunciou que, em setembro deste ano, vencerá o prazo para que empresas privadas, estabelecimentos comerciais, prestadores de serviços, órgãos públicos e entidades da sociedade civil e do Poder Público sediados no município se adequem à Lei Municipal nº 653/2011, a “Lei das Sacolas Plásticas”. Originária de Projeto de autoria da vereadora, a Lei trata da substituição do uso de sacolas e sacos plásticos por materiais biodegradáveis no município.

Ato Público – Durante a mesma Reunião, o Plenário do Legislativo ouro-pretano recebeu cerca de 20 manifestantes em Ato Público contra o aumento da tarifa do transporte coletivo na cidade. O reajuste foi decretado pela Prefeitura de Ouro Preto, no último dia 30, e está previsto para entrar em vigor na segunda-feira (11). O Decreto nº 3.100/2012 eleva o valor das passagens de ônibus, dentro de Ouro Preto e em Cachoeira do Campo, para R$2. Já o Decreto nº 3.101/2012 reajusta a tarifa do táxi lotação, também para R$2.

Com cartazes e apitos, os integrantes do Ato Público reivindicaram abertura de licitação para o transporte coletivo no município; emplacamento dos ônibus em Ouro Preto – para inibir a evasão do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA); meio-passe para estudantes e melhoria na prestação dos serviços. Outros pontos debatidos foram a diminuição de veículos do transporte público dentro da sede municipal e a redução de horários das linhas que atendem os distritos, em especial Amarantina e São Bartolomeu.

Anterior Projeto “Escola Digital” é implantado em Rodrigo Silva

Deixe O Seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.