Câmara implanta projeto de inclusão social e profissionalização em São Bartolomeu

Câmara implanta projeto de inclusão social e profissionalização em São Bartolomeu

Poeao levará o Senai aos distritos. São Bartolomeu é o primeiro.

Poeao levará o Senai aos distritos. São Bartolomeu é o primeiro.

Ouro Preto, em uma relação transdisciplinar, sinaliza mais uma possibilidade de recuperação e reconstrução da vida humana. É o Projeto Oficina Escola de Artes e Ofícios (POEAO). O programa é uma grande oportunidade para que jovens dos distritos ouro-pretanos possam aprender uma nova profissão e modificar a sua realidade social.

O lançamento oficial do POEAO foi realizado nessa quinta-feira (18), pela Câmara Municipal de Ouro Preto. A data foi escolhida para homenagear o grande artista do barroco mineiro, Aleijadinho.

“A Câmara Municipal percorreu os 12 distritos do nosso município através da Câmara Itinerante. Uma das maiores reivindicações das comunidades foi oportunidade para os jovens se capacitarem para conquistarem o mercado de trabalho. Com isso, nós idealizamos o Projeto Oficina Escola. Esse curso se inicia em uma data importante, o Dia do Aleijadinho, nosso maior mestre da cultura barroca, e simbolizando a importância que o POEAO passa a representar no município”, avalia o presidente da Câmara de Ouro Preto, vereador Júlio Pimenta (PPS).

O objetivo do programa é promover a jovens entre 16 e 24 anos uma alternativa de inclusão social e profissionalização, qualificando-os como pedreiros-restauradores e pintores-restauradores. Isso será feito por meio de projetos de revitalização, restauração e preservação de fachadas dos casarios. Inicialmente, o POEAO será implantado no distrito de São Bartolomeu, depois será estendido para Antônio Pereira e Miguel Burnier. Em São Bartolomeu, vinte jovens foram selecionados para participar da iniciativa.

Segundo o presidente da Associação do Desenvolvimento Comunitário de São Bartolomeu, Rogério dos Santos Dias, toda a comunidade está muito empolgada com a implantação do POEAO no distrito. “Esse é um projeto excelente. Muitos jovens concluíam o Ensino Médio e não tinham oportunidade de trabalho em São Bartolomeu. Além disso, falta muita mão de obra especializada no distrito na área de construção.”

Para a aluna do Projeto Oficina Escola, Fabíola Fortes, é grande a expectativa para o início das aulas. “É um incentivo para todos os jovens que ficam no distrito, sem fazer nada. É uma região muito necessitada, que precisava de uma ação como essa para nos motivar a pensar no nosso futuro. Com o curso, eu espero crescer e seguir nessa profissão, porque eu gosto muito de restauração”, completa.

Todo o curso de qualificação em pedreiro-restaurador e pintor-restaurador tem duração de um ano. A dinâmica abrangerá aulas teóricas e práticas. A aula inaugural do projeto em São Bartolomeu será no dia 22 de novembro, às 13h, na Escola Municipal Washington de Araújo Dias. O Projeto Oficina Escola de Artes e Ofícios de Ouro Preto é uma ação da Câmara de Vereadores em parceria com a prefeitura e o Senai/ Fiemg; com o apoio Fundação Aleijadinho, da Samarco e da Hexágono Engenharia.

 

Anterior Parlamento Jovem se consagra como mais um projeto de sucesso da Câmara de Ouro Preto

Deixe O Seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.