Câmara institui Comissões Especiais para apurar questionamentos do Sindicato dos Metalúrgicos e falta de água em Engenheiro Corrêa

Câmara institui Comissões Especiais para apurar questionamentos do Sindicato dos Metalúrgicos e falta de água em Engenheiro Corrêa

Vereador Flávio Andrade (em pé) tornou pública, durante Reunião da Câmara, carta de protesto do Sindicato dos Metalúrgicos de Ouro Preto e Mariana

Vereador Flávio Andrade (em pé) tornou pública, durante Reunião da Câmara, carta de protesto do Sindicato dos Metalúrgicos de Ouro Preto e Mariana

13-12-12

Na Reunião Ordinária realizada na quinta-feira (13), o Presidente da Câmara Municipal de Ouro Preto, Maurílio Zacarias (PMDB), instituiu uma Comissão Especial formada pelos vereadores Flávio Andrade (PV), Júlio Pimenta (PPS) e Maurício Moreira – Paquinha (PR) para apurar questionamentos do Sindicato dos Metalúrgicos de Ouro Preto e Mariana.

Em carta assinada pelo coordenador Administrativo do Sindicato, Nelson Soares, e pelo coordenador Político-Sindical, Roberto Carvalho, foram apontadas metas da empresa Novelis de redução de 39% no consumo de energia elétrica e redução de 50% dos gases do efeito estufa. O Sindicato afirma estar preocupado com o impacto social que as possíveis ações para realização dessas metas possam gerar e pediram intervenção da Câmara Municipal, junto à Novelis, para que as medidas implantadas não afetem os trabalhadores e a comunidade ouro-pretana.

Durante a mesma Reunião, a vereadora Regina Braga (PSDB) relatou problemas com a falta de água que os moradores do distrito Engenheiro Corrêa vêm enfrentando. A parlamentar tornou pública denúncia a respeito de problemas no encanamento de um dos dois poços artesianos que atende o distrito, o que estaria comprometendo o abastecimento do local. “Já tem cerca de dois meses que só tem um poço atendendo toda a comunidade de Engenheiro Corrêa”, afirma Regina,  ressaltando que é um poço muito antigo que não suporta a demanda. “Nas partes mais altas do distrito, já houve casas que ficaram 35 dias sem água”, aponta a vereadora. Segundo Regina Braga, o Serviço Municipal de Água e Esgoto (Semae) informou a impossibilidade da compra de novo equipamento. “Nós vamos até a Secretaria Municipal de Fazenda requerer a liberação de uma verba para resolver esse problema. E se não resolver, a gente vai até o Ministério Público, pois não é justo deixar uma comunidade inteira sem água”, protesta a vereadora.

Foi instituída uma Comissão Especial formada pelos vereadores Léo Feijoada (PSDB), Luiz Gonzaga (PR) e Regina Braga para acompanhar o caso.

Anterior Câmara de Ouro Preto aprova Projeto da Lei Orçamentária de 2013

Deixe O Seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.