Câmara recusa denúncia contra vereador

Câmara recusa denúncia contra vereador

Reunião Extraordinária A Câmara Municipal de Ouro Preto recebeu, durante a 13ª reunião ordinária, realizada no dia 25 de março, denúncia em desfavor do vereador Júlio Pimenta (PPS), de autoria do morador da cidade, Vicente de Paula Custódio. A denúncia foi baseada em relatório de Comissão Parlamentar de Inquérito da Câmara, a qual apurou suposto cometimento de infração político-administrativa em obra feita no muro da Escola Municipal Monsenhor João Castilho Barbosa, em 2006, quando Júlio Pimenta ocupava o cargo de Secretário de Obras de Ouro Preto.

A denúncia foi encaminhada para a Assessoria Jurídica da Casa, entrando em pauta na 14ª reunião ordinária, realizada no dia 27 de março, mas não pode ser votada, uma vez que seria necessária a presença da suplente do vereador Júlio, o qual não poderia votar no acatamento ou na recusa da denúncia pelo legislativo municipal.

O presidente da Câmara, Maurílio Zacarias (PMDB), convocou, então, sessão extraordinária, a qual foi realizada na manhã do dia 28 de março, para que fosse votado o acatamento da denúncia. Esteve presente à reunião, a suplente do vereador Júlio Pimenta, Crovymara Batalha (PMDB), a qual foi exonerada do cargo de Secretária Municipal de Educação de Ouro Preto, prestou juramento e foi empossada vereadora para participar da votação.

Após ser lida a denúncia pelo 1º Secretário da Câmara, vereador Mateus Nunes (PR), seu acatamento foi recusado por ter obtido apenas dois votos favoráveis, dos vereadores Leonardo Barbosa (PSDB) e Wanderley Kuruzu (PT).

Anterior CAC informa que distribuirá senhas apenas às pessoas munidas dos documentos para tirar a Identidade

Deixe O Seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.