Carnaval de Ouro Preto é debatido em Audiência da Câmara

Carnaval de Ouro Preto é debatido em Audiência da Câmara

Audiencia Carnaval

Foi realizada na noite de ontem (12), no plenário da Câmara, a Audiência Pública para “Avaliação do Carnaval 2008 em Ouro Preto”, proposta pelo vereador Flávio Andrade (PV). Estiveram presentes além dos vereadores Flávio e Wanderley Kuruzu (PT), o Secretário de Cultura e Turismo de Ouro Preto, Gleiser Boroni, o comandante da Guarda Municipal, Haroldo Rossi, o representante da Associação Comercial, Marcio Abdo de Freitas, um dos organizadores do Instituto Candonguêro, Chiquinho de Assis, além de representantes da Associação dos Barraqueiros, da Liga de Escolas de Samba e do movimento Hip Hop.

A discussão sobre o carnaval ouropretano girou em torno da atração demasiada de turistas para a cidade, devido à presença do “Espaço Folia”. De acordo com Márcio Abdo, tal espaço, ao trazer bandas de renome nacional, faz com que a proposta inicial de descentralização do carnaval não seja alcançada, pois atrai número de pessoas cada vez maior para uma cidade de estrutura frágil e que não suporta um carnaval como o que vem ocorrendo nos últimos anos.

Durante a Audiência Pública, diversos representantes de entidades municipais se manifestaram, sendo, então sugerida a criação de um Grupo de Trabalho composto por cada segmento, para que o “Carnaval 2009“ seja planejado com antecedência.

O Secretário de Cultura e Turismo de Ouro Preto, Gleiser Boroni, informou que a Prefeitura receberá as sugestões advindas da reunião entre a Associação Comercial, o Prefeito e nove secretários. “Receberemos, ainda, os encaminhamentos que foram levantados durante esta Audiência Pública. Já existe um consenso de que o carnaval de Ouro Preto tem que ser reformulado. Nós comungamos desse consenso e acreditamos que Ouro Preto tem tudo para fazer um carnaval melhor, mais harmônico e que sejam atendidas as reivindicações de todos como, por exemplo, dos barraqueiros, dos comerciantes e, principalmente, dos foliões”, afirmou Gleiser.

As sugestões propostas para a mudança do formato do carnaval de Ouro Preto, durante a Audiência Pública foram: valorização dos músicos e da cultura local, em detrimento ao carnaval de estilo baiano promovido pelo “Espaço Folia”. Divulgação, pela Prefeitura do carnaval que valorize a cultura local, representada pelo Candonguêro, Banda do Vitorino, Escolas de Samba e movimento Hip Hop, entre outros. Alteração do uso do “Espaço Folia”, para que haja no mesmo, a apresentação de bandas da região e a presença de membros da Associação Municipal dos Barraqueiros. Melhorias na infra-estrutura do evento. Resgate da decoração com temas carnavalescos pelas ruas da cidade. Abertura do carnaval com desfile das Escolas de Samba de Ouro Preto e valorização destas, para que se tornem um pólo de cultura e lazer. E, ainda, a criação de espaços para realização de bailes para o público infantil.

Foto 1: Da esquerda para a direita: Comandante da Guarda Municipal, Haroldo Rossi; vereador Flávio Andrade; Secretário de Cultura e Turismo, Gleiser Boroni; membro do Instituto Candonguêros, Chiquinho de Assis e representante da Associação Comercial, Márcio Abdo.

Anterior Falta de carros para atendimento nos distritos e preconceito são temas de reunião da Câmara

Deixe O Seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.