Combate ao coronavírus continua sendo pauta na Câmara Municipal de Ouro Preto

Combate ao coronavírus continua sendo pauta na Câmara Municipal de Ouro Preto

Câmara Municipal de Ouro Preto - Combate ao coronavírus continua sendo pauta na Câmara Municipal de Ouro PretoDurante a 31ª Reunião Ordinária de 2021, realizada nesta terça-feira (27), a situação da pandemia da COVID-19 no município voltou a ser debatida pelos parlamentares, tendo em vista principalmente a permanência da cidade na Onda Roxa, a mais restrita do Plano Minas Consciente.

O vereador Matheus Pacheco (PV), solicitou à Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Requerimento Nº 198/2021, informações sobre como ficará a situação do município após mais de um mês na Onda Roxa.

Dentre os questionamentos, Matheus indagou se o município será contemplado com mais recursos, sejam eles testes de Covid ou imunizantes, se o Poder Executivo está dialogando com o Governo do Estado e quais contrapartidas o governo oferece à Ouro Preto neste momento crítico. “A gente sabe que há uma grande crise econômica e acabam sendo os mais afetados aqueles comerciantes que estão com as portas fechadas. A Onda Roxa foi prorrogada pelo Estado, sendo assim, devemos questionar como fica a situação do município. Precisamos criar um protocolo, os comerciantes não aguentam mais essa situação de abre e fecha. Então, se vamos ficar na Onda Roxa, precisamos de mais recursos”, evidenciou.

Em relação à condição do transporte público, o vereador Naércio França (Republicanos), solicitou, através do seu Requerimento de Nº 197/2021, a fiscalização para a retomada dos horários do itinerário Cachoeira do Campo x Bauxita (Ouro Preto) e vice-versa, excluído pelo Consórcio Rota Real no dia 20/04/2021, bem como a fiscalização do quadro de horários de todos os itinerários da empresa, que vem sofrendo consideráveis cortes desde o início da pandemia.

Segundo o Naércio, conforme o contrato do Processo Licitatório, assinado entre o Consórcio Rota Real e a Prefeitura de Ouro Preto, é de responsabilidade do Departamento Municipal de Trânsito (OUROTRAN) decidir sobre a criação, fusão e extinção de linhas, bem como a alteração de itinerários, quadro de horários e quaisquer outros aspectos operacionais dos serviços.

Considerando que um dos principais desafios enfrentados pelos profissionais da saúde que estão na linha de frente de combate à Covid-19 é a saúde mental, a vereadora Lilian França (PDT), através do Requerimento Nº 202/2021, solicitou à Prefeitura Municipal informações sobre a possibilidade de acompanhamento psicológico para esses profissionais e também para seus núcleos familiares. “Esse pedido de atendimento pode ser realizado através do Programa Saúde da Família, nas localidades mais próximas, para evitar problemas de logística. Também vamos entrar com um Projeto de Lei solicitando ao Executivo o reconhecimento e a gratidão para todos os profissionais que hoje estão na linha de frente de combate ao vírus”, apontou.

Já o vereador Alex Brito (Cidadania), por meio da Indicação Nº 278/2021, solicitou à Prefeitura Municipal e à Secretaria de Saúde, que inclua as pessoas portadoras de Síndrome de Down no grupo de prioridade na vacinação contra o Covid-19.

Segundo o parlamentar, com base em estudos realizados pela Universidade de Oxford, os portadores da Síndrome correm risco relativamente mais alto de desenvolver sintomas mais graves e apresentar maiores taxas de hospitalização, internação em unidade de terapia intensiva, infecções bacterianas secundárias e, consequentemente, apresentam maior mortalidade diante de uma exposição ao vírus.

Para Alex, sabendo que diversos países da Europa e municípios brasileiros já iniciaram a vacinação desse grupo, faz-se necessária a alteração do Plano de Imunização do Município, com o início imediato da vacinação das pessoas portadoras de Síndrome de Down residentes em Ouro Preto.

Anterior Nota de pesar – Mestre Solano

Deixe O Seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.