Comitiva de Piedade de Santa Rita na Câmara

Comitiva de Piedade de Santa Rita na Câmara


 

 

Uma comitiva de moradores de Piedade, Moreira e Mata do Gama – distrito de Santa Rita de Ouro Preto – foi à Câmara na reunião da última terça-feira, 25, reivindicar soluções para problemas relacionados à saúde e ao transporte e propor alternativas para o desenvolvimento econômico das localidades.

 

 

De acordo com Carlos Flaviano e Paulo César Martins – respectivamente presidente e vice da Associação de Moradores de Piedade – e Ricardo César da Silva, morador da mesma localidade, a má conservação das estradas e a falta de um carro para o transporte de pacientes são responsáveis pelas maiores dificuldades . “As estradas são patroladas e cascalhadas mas não fazem o essencial, colocar bueiros para evitar que a chuva lave o cascalho”, contou Ricardo Silva. “Desde janeiro o carro que atendia 130 famílias da nossa região parou de rodar e o médico só aparece uma vez por mês”, explicou Paulo César Martins.

 

Como alternativa para o desenvolvimento econômico, a comitiva apontou a implantação de uma unidade de processamento de cana-de-açúcar em Piedade, que produziria açúcar mascavo e rapadura para a geração de renda. “Na comunidade já existe o cultivo da cana e estamos desenvolvendo uma plantação comunitária com a ajuda da Emater-MG (Empresa de Desenvolvimento da Agropecuária Mineira) que disse que o terreno é bom”, informou Ricardo Silva acrescentando que em um ano e meio cerca de 30 jovens deixaram a região por causa da falta de empregos.

 

Repercussão

 

Segundo o Presidente da Câmara, Maurílio Zacarias (PMDB) um projeto para a implantação da unidade de processamento de cana-de-açúcar chegou a ser elaborado e enviado pela Prefeitura ao governo estadual, mas o benefício foi destinado a um Município no norte do estado. “Hoje há uma demanda muito grande no mercado por produtos como o açúcar mascavo, inclusive para exportação e a unidade beneficiaria não só essas localidades mas todo o distrito. A ajuda de um deputado que represente a região pode resolver o problema, pois o projeto já está com o governo estadual”, declarou. Conforme o vereador Sílvio Mapa a unidade custaria em torno de R$ 150 mil. “O Município de Ouro Preto, que arrecada muito, e que tem o poder de buscar recursos nos governos estadual e federal já deveria ter atendido essa reivindicação, que é muito justa”, afirmou.

 

O vereador Flávio Andrade (PV) sugeriu uma reunião da comunidade de Piedade com a Adop (Agência de Desenvolvimento de Ouro Preto) e com o Sebrae (Agência de Apoio ao Empreendedor e Pequeno Empresário) para que se tente encontrar caminhos para a implantação da unidade. Em relação às estradas, Maurílio Zacarias informou que a construção dos bueiros já foi licitada e deve ser realizada em breve. O Chefe do Departamento de Estradas da Prefeitura, Wilson Bressan, disse que as máquinas já se encontram na região.

 

Já o vereador Leonardo Barbosa (PSDB), o “Léo Feijoada”, comentou a falta de transporte para pacientes. “Tem pessoas lá que andam 16 km a pé para fazer uma consulta em Santa Rita. Quem não tiver um veículo ou 100, 110 reais para pagar um carro particular para vir até a cidade morre ou tem que esperar a Providência”, afirmou. “Estive conversando com o diretor da saúde e ele disse que só no ano que vem voltará o transporte da saúde em todas as regiões de Ouro Preto. Isso é absurdo”,protestou Léo Feijoada.

 

 

Anterior INSTALAÇÃO DOS “CODECS” DE ÁUDIO

Deixe O Seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.