Crise política é pauta da primeira reunião da Câmara Estudante

Crise política é pauta da primeira reunião da Câmara Estudante

Crise política é pauta da primeira reunião da Câmara Estudante

Câmara Municipal de Ouro Preto - Crise política é pauta da primeira reunião da Câmara Estudante

As denúncias de corrupção contra o governo federal foram parte pauta da primeira reunião da Câmara Estudante de Ouro Preto. Os 46 vereadores do parlamento escolar, 23 titulares e 23 suplentes, têm entre 11 e 17 anos e cursam o ensino fundamental. Durante a sessão, houve espaço para uma conversa com o presidente da Câmara de Vereadores, Wanderley Rossi Kuruzu (PT). Os adolescentes condenaram o recebimento de mesada por parlamentares e desvio de dinheiro público, práticas que estão sendo alvo de investigação de três CPI’s instaladas no Congresso Nacional.

“A corrupção é algo muito ruim para o País, que leva parte dos jovens a se desinteressarem da política. Porque os jovens querem a verdade, eles não gostam da mentira”, declarou Letícia de Cássia Rodrigues Araujo, 14 anos, presidente da Câmara Estudante. A vereadora mirim disse também “ter esperança” e acreditar que é possível uma nova geração de políticos. “É possível fazer política sem corrupção. E o Projeto Vereador Estudante está contribuindo para isso, está levando a gente para o caminho do bem”, avaliou.

“Temos a banalização da política em nosso País. Nós jovens temos que entender que a política é tudo. Temos que nos organizar e mostrar nossa cara, estudar sobre política e tomar a frente do governo, porque o futuro somos nós”, aponta Laura Fina, de 19 anos, presidente da União Municipal dos Estudantes Secundaristas de Ouro Preto (UMES). Apesar de não abranger formalmente os estudantes do ensino fundamental, a entidade vem dando grande apoio à formação dos vereadores estudantes.

O Projeto Vereador Estudante foi criado há dois anos, através de uma resolução de autoria do atual presidente da Câmara, e tem como principal objetivo a formação de jovens politicamente atuantes. A implantação aconteceu no início deste ano e conseguiu a adesão de todas as escolas do ensino fundamental do Município, das redes pública e particular. 5.192 estudantes participaram do processo eleitoral, que aconteceu em maio e foi organizado pelo Tribunal Regional Eleitoral.

A próxima reunião da Câmara Estudante acontece no dia 21 de setembro.

Legenda:
Estudantes acreditam que é possível uma prática política dissociada da corrupção

Publicado por: Assessoria de Comunicação em 31/08/2005

Anterior Projeto Câmara Cine faz mostra especial

Deixe O Seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.