Discussão sobre Cooperativas de Transporte é transferida para outra data

Discussão sobre Cooperativas de Transporte é transferida para outra data

Discussão sobre Cooperativas de Transporte é transferida para outra data

Câmara Municipal de Ouro Preto - Discussão sobre Cooperativas de Transporte é transferida para outra data


A Câmara Municipal realizará uma nova audiência para discutir a situação das cooperativas de transporte que prestam serviços à Prefeitura. No último sábado, 3, a audiência marcada para discutir o atraso nos pagamentos dos cooperados e o relacionamento entre os mesmos e os dirigentes das cooperativas terminou sem nenhum resultado prático. “Não tivemos resultados pois a Secretaria de Saúde e a Cootrop (Cooperativa de Transportes de Ouro Preto), que prestariam os principais esclarecimentos reivindicados pelos cooperados, não compareceram ”, explicou o vereador Sílvio Mapa (PSDB), autor do requerimento que pediu a realização da audiência. Ao final da audiência, os vereadores decidiram que para a próxima reunião a ser marcada para discutir o assunto a Secretaria de Saúde será convocada a comparecer, e não convidada. “Existem problemas dos quais não se pode fugir. A audiência foi marcada justamente para que todas as partes envolvidas se reunissem, fossem ouvidas e o problema fosse resolvido”, declarou a vereadora Regina Braga (PSDB).

A Saúde é a pasta onde estão concentrados os pontos mais críticos do impasse entre as Cooperativas e a Prefeitura. Os motoristas que prestam serviços à secretaria estão há 3 meses sem receber. “Estamos nos afogando em alto mar e ninguém da Cootrop ou da Prefeitura nos estende a mão. Gostaria que nos dissessem com clareza quem pode resolver o problema”, desabafou José Antônio Fernandes, cooperado da Cootrop que presta serviços à Upa ( Unidade de Pronto Atendimento) de Cachoeira do Campo. A precariedade do diálogo entre a dirigentes e cooperados foi a principal reclamação apresentada contra a Cootrop pelos seus integrantes. “A Cootrop nem enviou representantes à audiência. Do jeito que está a Cooperativa não serve para nada”, disse Fernandes.

Na secretaria de educação os problemas com o pagamento dos motoristas cooperados já foi solucionado, informou a secretária Crovymara Batalha durante a audiência. “Atualmente só devemos 15 dias do mês de dezembro. Quebramos a licitação e prorrogamos os contratos da Coopetrin e da Cootrop no valor de R$ 1 milhão para que os débitos de dezembro, janeiro, fevereiro e março sejam pagos”, explicou Crovymara lembrando que essas medidas foram adotadas para que a Secretaria de Educação se adapte ao novo quadro orçamentário do município. No final de março será realizada uma nova licitação para que sejam contratados novos prestadores de serviço de transporte à secretaria, que gastará R$ 3 milhões e 800 mil com o transporte escolar. “ Também reduzimos o quadro de pessoal para que funcionários e motoristas cooperados pudessem ser contemplados”, completou Crovymara Batalha.

“Assim como se encontrou uma solução para a educação tenho certeza de que a prefeitura está correndo atrás de uma solução para a saúde. Na audiência a Secretaria de Saúde poderia ter apresentado suas propostas”, afirmou Regina Braga. Para o vereador Sílvio Mapa, a solução para o impasse passa por um caminho determinado. “A solução depende de vontade política”, declarou

Responsabilidade

Segundo Jorge Vieira Lara, diretor financeiro da Coopetrin, ( Cooperativa de Transporte da Região dos Inconfidentes), as Cooperativas não são culpadas dos atrasos no pagamento dos cooperados. “
O problema é gerado na Prefeitura. A Cooperativa só tem condições de repassar para os cooperados os seus proventos quando o cliente faz os pagamentos”, afirmou. No que diz ao relacionamento entre cooperados e dirigentes das cooperativas Lara disse que a situação na Coopetrin é tranqüila. “Temos uma reunião ordinária por mês e reuniões extraordinárias quando há necessidade, um regimento que regulamenta a relação da diretoria com os cooperados e uma comissão de ética que analiza o comportamento dos cooperados”, explicou. No final de março a Coopetrin realiza uma assembléia geral onde será discutida a prestação de contas da Cooperativa para o ano passado.

Publicado por: Assessoria de Comunicação em 09/03/2007

0

Anterior Audiência discutirá Cooperativas de Transporte do Município no sábado

Deixe O Seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.