Você está em:

Luta pelo tratamento oncológico no Município pode ser tema de Audiência Pública

E-mail Imprimir PDF

19/08/2014

Na reunião da Câmara realizada terça-feira (19), os vereadores voltaram a debater sobre o cenário do tratamento oncológico, tema levantado durante a reunião do dia 12 de agosto. O objetivo é saber a viabilidade de tratar os pacientes que lutam contra o câncer pelo SUS sem sair do Município.

 

Os parlamentares aprovaram o Requerimento n° 100/2014 solicitando da Prefeitura o custo total do transporte que conduz os pacientes para tratamento em Belo Horizonte.

"No nosso entendimento, a Prefeitura gasta até mais fazendo esse transporte de 160 pessoas para Belo Horizonte. Fica mais caro transportar os pacientes do que tratá-los aqui na Santa Casa", pontua o vereador Wander Albuquerque (PDT).

O vereador Dudu Gonzaga (PPS), membro da Comissão Especial que esteve na Santa Casa dia 14 de agosto, avaliou positivamente a conversa com o provedor Marcelo Oliveira e funcionários do hospital. "De acordo com o provedor e o técnico da Santa Casa, se a Prefeitura fizer o repasse de R$ 86 mil por mês, que seria o custo da quimioterapia para atender 160 pessoas, o hospital garante o restante do tratamento da parte de oncologia", pontua o edil.

O vereador Roberto Leandro (PSDB), líder de governo no Legislativo, discorda que a ação seja possível. "Não adianta o Município querer assumir a despesa. A prefeitura praticamente dobrou o repasse para a Santa Casa e tem trabalhado para o credenciamento do hospital ao SUS para atender os casos de média e alta complexidade, dentre eles o tratamento oncológico. Hoje, o conforto que podemos dar pelo SUS, pela Lei Federal, é o tratamento em Belo Horizonte, que é um dos melhores centros de oncologia do País", afirma Roberto.

Para o presidente da Câmara, vereador Léo Feijoada (PSDB), a análise do caso precisa ser aprofundada. "Realizaremos uma Audiência Pública, mas, antes, vamos convidar o provedor da Santa Casa para que venha à Câmara apresentar realmente qual é o custo desse tratamento", ponta Léo Feijoada ao questionar o valor apurado até então.

Após a reunião ordinária foi realizada Audiência Pública para a Prestação de Contas da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, referente ao trabalho executado em 2013. O secretário Marco Antônio de Freitas mostrou-se orgulhoso do trabalho desenvolvido até agora. "Tudo foi fruto de muito trabalho em equipe e cada dia que passa eu aprendo bastante com meus funcionários. Nós temos uma equipe muito unida e isso é muito importante", afirma Marquinhos. "Temos muitos projetos em vista: Traremos a equipe do Cruzeiro no mês de setembro para um processo seletivo; vamos encarar um campeonato de Veteranos no campo da Água Limpa e também a reforma do campo", detalha. "Vamos implantar um projeto dia 26 de agosto na Praça da Bauxita, que é a inauguração do 4º grupo da Ginástica em Movimento", anuncia o secretário.