Você está em:

Secretário de Obras faz uso da Tribuna Livre para informar situação de obras no município

E-mail Imprimir PDF

Durante a 25ª Reunião Ordinária de 2022, realizada nesta quinta-feira (05), o Secretário Municipal de Obras, Antônio Simões Neto, em atendimento ao requerimento Nº 114/2022, de diversos vereadores, fez uso da Tribuna Livre para informar sobre a situação das obras em Ouro Preto.

De acordo com o secretário, devido à grande demanda e extensão territorial do município, a Secretaria de Obras é uma das seções da prefeitura que mais recebe requerimento e indicações do Legislativo.

Foi informado por Antônio que, no momento, estão sendo executadas sete obras prediais, a reforma de 20 escolas, diversas obras de infraestrutura, pavimentação, drenagem e contenção, além de atividades do dia a dia, como manutenção, operação tapa buracos e capina.

Sobre as as obras prediais e reformas em escolas, o secretário informou que as obras estão sendo feitas de maneira completa, sendo priorizados os distritos. “A gente está fazendo a reforma completa. Nós estamos fazendo toda a parte de telhado, toda a parte de rede elétrica, toda parte hidráulica e de pisos. Demos prioridade à zona rural por serem áreas de mais difícil acesso e manutenção. A mesma coisa está sendo feita nos prédios públicos”, apontou.

O vereador Júlio Gori (PSC) questionou o secretário sobre a realização de obras em São Bartolomeu, Glaura e Santo Antônio do Leite. Foi informado que há um planejamento para a realização dos reparos necessários em São Bartolomeu, bem como em Santo Antônio do Leite. O secretário também informou que a obra em Glaura está paralisada desde 2018, e que estão sendo protocoladas medidas para que a reforma seja concluída.

Já o vereador Renato Zoroastro (MDB) questionou sobre a colocação de placas em obras públicas, uma vez que em certas obras não há placas contendo informações, cerceando o direito à transparência. O secretário respondeu que o Executivo tem notificado as empresas responsáveis pela realização das obras de modo a garantir a transparência e o acesso à informação, podendo multar as empresas caso a medida não seja adotada.