Juíza defende na Câmara imparcialidade da Justiça Eleitoral

Juíza defende na Câmara imparcialidade da Justiça Eleitoral

Juíza Dra. Lúcia de Fátima veio à Tribuna Livre

Juíza Dra. Lúcia de Fátima veio à Tribuna Livre

A juíza eleitoral titular da Comarca de Ouro Preto, Lúcia de Fátima Albuquerque Silva, participou da Reunião Ordinária da Câmara de Vereadores, na última terça-feira (19), para falar sobre os trabalhos da Justiça Eleitoral no município.

Segundo ela, a sua presença na Tribuna Livre também foi para se manisfestar sobre um comentário do vereador Léo Feijoada (PSDB), o qual teria afirmado que a Justiça Eleitoral de Ouro Preto é parcial em relação à Administração municipal.

Discordando da declaração do parlamentar, Lúcia de Fátima Albuquerque apresentou um relatório que descreve os processos e os resultados da Justiça Eleitoral relacionados ao prefeito Angelo Oswaldo (PMDB). “Eu trouxe uma certidão do cartório com todos os processos que envolveram o prefeito desde a época de sua candidatura. Alguns sofreram recursos, mas o Tribunal Regional Eleitoral manteve todas as minhas decisões na íntegra. Então, dizer que a Justiça Eleitoral tende para um lado é um absurdo”, garantiu.

Para o vereador Léo Feijoada, a sua afirmação sobre a parcialidade da Justiça Eleitoral se refere à necessidade de o Poder Judiciário apoiar mais o Legislativo nas ações de fiscalização do Executivo. “Dizer que a Justiça é parcial refere-se ao fato de ela não nos ajudar a resolver problemas como os das crianças da zona rural dos distritos que têm sofrido repetência por falta de transporte público até as escolas”, salientou.

Entretanto, a juíza Lúcia de Fátima não concordou com a justificativa de Léo Feijoada e afirmou esperar que ele apresente provas concretas sobre a parcialidade da Justiça Eleitoral. A Mesa Diretora da Câmara de Ouro Preto ressaltou que admira o trabalho realizado pela Justiça Eleitoral no município e não comunga com o posicionamento do edil. De acordo com o presidente da Casa, vereador Júlio Pimenta (PPS), a Mesa aconselha que Léo Feijoada se retrate perante a juíza.

Anterior Câmara de Ouro Preto reconhece o trabalho de instituições e personalidades do município

Deixe O Seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.