Membros da Defesa Civil informam situação do Município para o período chuvoso, em Tribuna Livre

Membros da Defesa Civil informam situação do Município para o período chuvoso, em Tribuna Livre

Câmara Municipal de Ouro Preto - Membros da Defesa Civil informam situação do Município para o período chuvoso, em Tribuna Livre

O Coordenador da Comdec, Sebastião Evásio, na Tribuna Livre da Câmara

24/10/2013

Ouro Preto precisa elaborar Mapeamento Territorial de Risco para garantir recurso de R$ 35 milhões do PAC Encostas

Atendendo convite da Câmara de Ouro Preto, o coordenador da Defesa Civil Municipal (Comdec), Sebastião Evásio, e o secretário interino de Defesa Civil, Paulo Márcio, participaram da Tribuna Livre na reunião dos vereadores realizada na última quinta-feira, dia 24 de outubro. Os representantes foram questionados sobre o planejamento da cidade para o período de grande ocorrência de chuvas.

“Preocupados com o período chuvoso que está por vir, elaboramos um Plano de Contingência. Teremos chuvas mais intensas principalmente nos meses de janeiro e fevereiro”, aponta Evásio tendo como referência as previsões do meteorologista da Climatempo, Ruibran dos Reis. De acordo com o coordenador da Comdec, o Plano foi elaborado em uma ação conjunta com as Secretarias Municipais, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros. “Nesse Plano de Contingência, pontuamos quais abrigos estarão disponíveis, o que a Secretaria de Obras pode fazer para dar suporte ao Semae e quais as vias podem ser liberadas com rapidez”, exemplifica.

A Defesa Civil anuncia que realizará Blitz Educativa nas áreas consideradas de maior risco. “Vamos fazer esse trabalho de conscientização para que as pessoas observem a situação da sua moradia. Vamos orientar para a aparição de trincas e sobre a necessidade de cada terreno”, diz Sebastião Evásio. A Blitz está prevista para ocorrer nos meses de novembro e dezembro e também contemplará os distritos.

De acordo com a Defesa Civil, o Município poderá receber cerca de R$ 35 milhões do Programa de Aceleração do Crescimento – PAC Encostas. “Para garantir esse recurso, precisamos fazer o Mapeamento Territorial de Risco a fim de saber que tipo de intervenção pode ser feita em cada encosta e onde ela é necessária”, afirma Evásio. “Já estamos na fase do projeto e a expectativa é que em 2014 e 1015 esse recurso possa ser aplicado em Ouro Preto”, conclui.

“Nós temos ciência que o município de Ouro Preto não tem condições financeiras de realizar todas as obras de contenção na cidade e temos que buscar recursos do governo do Estado e Federal”, avalia o vice-presidente da Câmara, vereador Wander Albuquerque (PDT). O parlamentar alerta para que recursos não sejam perdidos por falta de elaboração de projetos.

O presidente do Legislativo, vereador Léo Feijoada (PSDB), anunciou que a Câmara de Ouro Preto irá promover Audiência Pública para debater amplamente o assunto.

IGEO – A Defesa Civil espera firmar convênio com o Instituto Geotécnico de Ouro Preto (IGEO) para elaborar o Mapeamento Territorial de Risco. O IGEO é um órgão técnico consultivo que poderá auxiliar nas ações preventivas. Para que o convênio seja realizado, é preciso que seja encaminhado um projeto de lei de natureza autorizativa à Câmara Municipal.

Anterior Câmara solicita documentos da Minas Brasil

Deixe O Seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.