Novo comandante do 52º BPM de Ouro Preto apresenta Plano de Trabalho na Tribuna Livre

Novo comandante do 52º BPM de Ouro Preto apresenta Plano de Trabalho na Tribuna Livre

Câmara Municipal de Ouro Preto - Novo comandante do 52º BPM de Ouro Preto apresenta Plano de Trabalho na Tribuna Livre

Durante a 22ª Reunião Ordinária da Câmara de Ouro Preto, o tenente-coronel Ademir Siqueira, que assumiu o comando do 52º Batalhão de Minas Gerais no início deste ano, apresentou, na Tribuna Livre, o Plano de Trabalho para Ouro Preto.

O comandante mostrou números em relação à segurança pública na cidade. “Essas métricas indicam que, em 2019, estamos com uma queda significativa da criminalidade em Ouro Preto. Em relação a crimes violentos, que envolvem roubo, extorsões, estupros, homicídios, tivemos uma redução de 32% nesses primeiros quatro meses do ano, comparando com o mesmo período de 2018: 75 registros no ano passado e 51 neste ano. Nesse mesmo período, tivemos uma redução significativa dos crimes de roubo: foram 31 registros em 2019, contra 55 no ano passado, uma diminuição de quase 44%. Além disso, 24 armas de fogo foram apreendidas entre janeiro e abril deste ano”, destacou, ressaltando que as demandas apresentadas pelos vereadores foram anotadas e que serão estabelecidos planos de ações para avaliar as que forem exequíveis e que tiverem condições de serem implementadas.

 

Para o vereador Paquinha (PMN) foi muito importante a presença do tenente-coronel na Tribuna. “Ele contribuiu muito com alguns pedidos de esclarecimentos dos vereadores e agora vamos aguardar as repostas. Pedimos, por exemplo, a presença da PM no bairro Alto da Cruz porque quando o trânsito fica intenso, se não tiver um guarda municipal, a comunidade fica desamparada. Pedimos também a presença da polícia em vários bairros para trazer mais qualidade de vida no dia a dia dos moradores. Parabenizo o tenente por ter vindo a esta Casa, já que vários comandantes que já passaram por nossa cidade foram convidados pela Comissão de Direitos Humanos e não compareceram”, disse.

Ainda durante a Reunião Ordinária, o vereador Geraldo Mendes (PCDOB) solicitou o envio da Representação 51/2109 pedindo informações sobre a retirada da agência da Receita Federal de Ouro Preto. “Nós, enquanto vereadores e representantes do povo de Ouro Preto, estamos pedindo informações sobre a possibilidade de não haver esse fechamento. Lembramos que já foi fechada a Agência dos Correios, na Bauxita, e há comentários de que a agência regional do Ministério do Trabalho também será fechada. Ou seja, Ouro Preto, com toda sua representatividade para Minas Gerais e para o Brasil, está sendo tratada como uma província longínqua do estado de Minas Gerais. Que seja positiva essa nossa intervenção”, finalizou.

Durante a reunião, um projeto de resolução foi distribuído às comissões e foram aprovados 11 requerimentos, três representações, seis projetos de resolução e um projeto de lei substitutivo.

Vereadores cobram melhorias para o município em 21º Reunião Ordinária

Durante a 21º Reunião Ordinária, realizada na última terça-feira (30/04), os vereadores cobraram diversas melhorias para Ouro Preto. Entre eles, uma indicação do vereador Thiago Mapa (PMN) que solicita reparos e revitalização na sinalização vertical e horizontal em faixas de pedestres nas vias públicas do município. “Fi essa indicação porque a reclamação é constante da comunidade em alguns trevos e em faixas de pedestres que apagaram com o tempo. Isso é normal e precisa de manutenção. A faixa de pedestres salva vidas. Se a pessoa atravessar no local certo, se fazendo uma educação no trânsito. O nosso objetivo maior é conscientizar e cobrar o município que faça esse reparo”, pontuou o vereador.

Já o vereador Vander Leitoa (PV) protocolou um requerimento solicitando que um perito do Ministério do Trabalho e Emprego acompanhe as atividades dos motoristas do transporte coletivo da cidade, com o objetivo de avaliar o risco de cumulação de função desses profissionais. “Essa é uma bandeira que nós levantamos para os trabalhadores. Então nós pedimos ao Ministério do Trabalho, a possibilidade que um perito acompanhe essas linhas aqui em Ouro Preto, onde há essa dupla função do motorista e fazendo a função do cobrador também. O objetivo é resguardar o motorista, o emprego dos cobradores e os usuários também. Já que o trânsito em Ouro Preto é bem complicado. Estamos bem preocupados e, por isso, pedimos o perito para acompanhar essas demandas aqui da nossa cidade”, explicou.

Um Projeto de Resolução, dois Projetos de Lei Ordinária, nove indicações, duas moções de aplausos e três requerimentos foram aprovados durante a 21º Reunião Ordinária.

 

Anterior Audiência Pública debate alteração no Plano de Mobilidade Urbana do município

Deixe O Seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.