Procon avalia tempo de permanência em filas de bancos

Procon avalia tempo de permanência em filas de bancos

Diretor do Procon cobrou da população em relação à denucias na demora nas filas de bancoA Reunião Ordinária da Câmara, realizada na última quinta-feira (16), também contou com a presença do diretor do Procon de Ouro Preto, Gustavo César Pereira. Ele participou da Tribuna Livre da Casa para falar sobre a demora que os ouro-pretanos enfrentam nas filas dos bancos. Já existe uma lei municipal para regulamentar o tempo que as agências bancárias podem deixar os clientes esperando para o atendimento em guichês de caixas bancários. Esse período é de no máximo 15 minutos em dias normais e meia hora em véspera e pós feriados.

Para o vereador Flávio Andrade (PV), a legislação não está sendo cumprida, pois os consumidores continuam reclamando sobre a demora em filas de bancos. “É preciso que toda a população fiscalize a atuação dos estabelecimentos bancários e reclame os seus direitos”, salienta.

Gustavo Pereira acredita que houve uma melhora nos serviços prestados pelas agências em decorrência da atuação do Procon com medidas de fiscalização, através da conscientização e do emprego de advertências e multas aos estabelecimentos bancários. Segundo o diretor, todos os bancos do município já possuem sistema para distribuição de senhas, conforme exigido pela legislação vigente.

“O consumidor deve denunciar, caso contrário o órgão não pode atuar”, alerta o diretor. Os clientes que se considerarem lesados devem comparecer no Procon, munidos dos documentos de identidade, CPF e comprovantes de senha inicial e de confirmação do atendimento bancário para registrar a denúncia.

Anterior Parlamento Jovem conhece importância da preservação ambiental

Deixe O Seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.