Projeto Ouro Preto Digital volta a ser discutido na Câmara

Projeto Ouro Preto Digital volta a ser discutido na Câmara

 

Câmara Municipal de Ouro Preto - Projeto Ouro Preto Digital volta a ser discutido na CâmaraO publicitário Roberto Gontijo participou da Tribuna Livre da Câmara de Vereadores, nessa quinta-feira (15), para responder a questionamentos que haviam sido feitos anteriormente por alguns edis no tocante a sua suposta ligação com o polêmico projeto Ouro Preto Digital e com a atual secretária municipal de Planejamento e Gestão, Mirian Assumpção e Lima.


O Ouro Preto Digital pretendia modernizar o município, buscando interligar secretarias, postos de saúde, escolas e disponibilizar acesso à internet em todos os distritos. O projeto provocou muitos debates entre os vereadores pelo fato de a prefeitura, no início do ano, ter optado pela dispensa de licitação a fim de contratar a Fundação Guimarães Rosa, de Belo Horizonte, para a execução do programa. Depois de diversas denúncias, o projeto foi suspenso.

“Fui citado pelos vereadores me associando a um projeto de iluminação e digitalização da administração pública. Eu não tenho nenhuma participação nesse programa. Vim  exercer o meu direito de resposta e me colocar à disposição para responder às dúvidas dos edis”, afirmou Roberto Gontijo.

Questionado pelos vereadores Léo Feijoada (PSDB) e Regina Braga (PSDB) se teria indicado o nome de Mirian Assumpção e Lima para assumir a Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão, Gontijo informou somente que a secretária foi apresentada por uma amiga em comum a Angelo Oswaldo em seu escritório. “O prefeito Angelo Oswaldo queria uma pessoa com capacidade de trabalho de planejamento e gestão. Ele foi apresentado a Mirian Lima no meu escritório por uma assessora da secretária de Planejamento e Gestão do governo de Minas. Esse foi o primeiro contato entre eles”, acrescentou.

O publicitário participou da campanha eleitoral de 2008 do prefeito Angelo Oswaldo, segundo ele, como consultor de marketing político. Todavia, Roberto Gontijo disse não ter mais nenhuma relação com a Prefeitura de Ouro Preto. “Desde meados do ano passado, eu não tenho contato com a Administração Municipal, nem com a secretária Mirian Lima, nem com o prefeito”.

Para o vereador Léo Feijoada (PSDB), ainda há muito a ser esclarecido sobre esse assunto. Ele acredita que compromissos de campanha seriam efetuados com o dinheiro público. “As pessoas estão começando a se manifestar sobre a campanha municipal, porque há conflito de interesses entre os envolvidos. Eles tinham um acordo que provavelmente não foi cumprido”, afirmou. O vereador sugeriu, ainda, que a promotoria eleitoral investigue o caso com afinco.

 

Anterior Vereadores votam LDO e entram em recesso

Deixe O Seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.