Secretário Municipal de Educação participa da Tribuna Livre

Secretário Municipal de Educação participa da Tribuna Livre

Câmara Municipal de Ouro Preto - Secretário Municipal de Educação participa da Tribuna Livre

Durante a 19ª Reunião Ordinária de 2021, realizada nesta terça-feira (09), o Secretário Municipal de Educação Rogério Luís Fernandes e a Secretária Adjunta da pasta Deborah Etrusco, fizeram uso da Tribuna Livre em atendimento ao Requerimento Nº 21/2021, da vereadora Lílian França (PDT).

Na ocasião, o Secretário apresentou dados e discutiu sobre diversas pautas educacionais, entre elas, a organização do calendário escolar da educação básica, as ações educativas para o ano de 2021, além da proposta de material didático voltado para educação inclusiva e também da questão do PNAE, que em período foi revertido em cestas básicas mensais aos alunos. De acordo com Rogério, tais pontos foram identificados com o propósito de apresentar soluções objetivas e resolver as questões educacionais em evidência no município.

Em relação ao cumprimento das demandas, o Secretário de Educação apresentou as medidas que serão tomadas, tendo como base algumas ações que já começaram a ser realizadas, como a aplicação dos Cadernos Avaliativos para todas as turmas e níveis de ensino no dia 08 de março.

Um ponto evidenciado pelos parlamentares foi a questão alimentar, uma vez que o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) será revertido em um kit alimentação, considerando que o valor recebido por aluno extrapola o valor de uma cesta básica.

Dentro do assunto, o vereador Renato Zoroastro (MDB), que é professor,  questionou sobre o Caixa Escolar. “Sobre os kits, a gente sugere, porque a gente sabe que o dinheiro do PNAE, como foi relatado, tem uma quantidade muito pequena, per capita. Por isso, existe a necessidade de contrapartida do município, tanto que o próprio município criou o Caixa Escolar, justamente para receber verba para auxiliar na alimentação das escolas. No momento da pandemia, o Caixa Escolar está reservado, mas poderia ser utilizado junto ao montante do PNAE para auxiliar na construção desses kits”, comentou.

Tendo em vista que o município não realiza concursos públicos há 10 anos, foi de preocupação dos vereadores se a medida proposta pela Secretaria, de realizar esses concursos, seria realmente posta em prática, sendo tal medida em questão confirmada pelo Secretário.

O vereador e professor Matheus Pacheco (PV) reforçou a necessidade da realização dos concursos para área e comentou ainda sobre o plano de carreira e recomposição salarial dos profissionais da educação. “Sobre a questão dos professores, há grandes dificuldades no cenário municipal, em relação aos professores efetivos, que lutam pelo plano de carreira, pela recomposição salarial e que estão há muitos anos trabalhando no município, e do outro lado os professores contratados, professores como eu, que por muito tempo não tinham a oportunidade de lecionar no nosso município. Eu mesmo fui um dos professores mais jovens da rede estadual. Nunca consegui uma contratação direta e nem fui contemplado com processo seletivo na nossa cidade”, ressaltou.

Anterior Câmara atualiza portaria que estabelece protocolos de segurança contra COVID-19

Deixe O Seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.