Situação do transporte público em Ouro Preto entra em pauta na Câmara Municipal

Situação do transporte público em Ouro Preto entra em pauta na Câmara Municipal

Câmara Municipal de Ouro Preto - Situação do transporte público em Ouro Preto entra em pauta na Câmara MunicipalDurante a 13ª Reunião Ordinária de 2022, realizada nesta quinta-feira (17), foram discutidos documentos relacionados à situação do transporte público e linhas de ônibus do município, bem como solicitando melhorias para o setor.

A Indicação Nº 75/2022, de autoria do vereador Matheus Pacheco (PV), encaminhada à Secretaria Municipal de Governo e à Procuradoria do Município, com cópia ao Conselho Municipal de Transporte, solicita que o Sindicato dos Taxistas de Ouro Preto seja incluído nas articulações sobre subsidiar as tarifas de transporte público ofertado pela empresa Rota Real, para que os acordos feitos não gerem danos à categoria.

Diante do possível subsídio ao aumento da tarifa do transporte público feito pela Prefeitura Municipal à empresa, o parlamentar sugeriu aplicar o benefício à categoria dos taxistas. “Estamos fazendo essa indicação para alertar a Prefeitura, para que não esqueçam dos táxis lotação de Ouro Preto. A gente sabe a importância que os taxistas têm dentro da nossa cidade, principalmente na sede, oferecendo um serviço de qualidade, com muita presteza e rapidez”, ressaltou.

O Requerimento Nº 65/2022, de autoria do vereador Geovanni Mapa (PDT), solicita que a Prefeitura Municipal informe sobre a paralisação do serviço público de transporte, estudo de subvenção e criação de novas linhas de ônibus para atender localidades não contempladas no processo licitatório.

Para o vereador, tendo em vista as incertezas sobre o transporte público em Ouro Preto, causadas pela falta de informações por parte da Rota Real, é necessário que o Executivo intervenha nessa questão junto à Casa Legislativa. “Não temos nada aqui na Câmara a respeito de como será a questão do transporte público. É importante que a Prefeitura mande informações o quanto antes. Se já tem um estudo de subvenção, é preciso que a Prefeitura mande o projeto para a Casa o mais rápido possível. Se é o aumento da passagem, que encaminhe o valor do aumento. A gente tem que saber o que está acontecendo”, destacou.

E o Requerimento Nº 71/2022, de autoria do vereador Júlio Gori (PSC), requer  a instauração de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), visando a investigação do Processo licitatório, bem como o Contrato de Concessão do Serviço Público de Transporte Coletivo de Passageiros do Município de Ouro Preto. Entretanto, o documento não pôde ser votado, sendo encaminhado para análise pela Comissão de Legislação e Justiça.

Segundo Júlio, o descumprimento por parte da Empresa Rota Real de condições contratuais, como a retiradas de linhas, diminuição de horários durante a semana, superlotação nos horários de pico e falta de comunicação com o município e com a OUROTRAN, justifica a revisão de atos e procedimentos no que concerne a licença para a execução do serviço de transporte público na cidade. “Nós precisamos passar um relatório para o Ministério Público, para o Executivo e para a população ver, realmente, o que aconteceu neste contrato de concessão. Está sufocante a situação do transporte em Ouro Preto”, apontou.

Anterior Distrito de Santo Antônio do Salto recebe Câmara Itinerante marcando o retorno do programa

Deixe O Seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.