Tenente Coronel da Polícia Militar fala sobre criminalidade e perturbação sonora de repúblicas

Tenente Coronel da Polícia Militar fala sobre criminalidade e perturbação sonora de repúblicas

Câmara Municipal de Ouro Preto - Tenente Coronel da Polícia Militar fala sobre criminalidade e perturbação sonora de repúblicas

Tenente Coronel do 52° Batalhão da Polícia Militar de Ouro Preto, Wesley Barbosa, na Tribuna Livre

05/06/2014

Durante a reunião da Câmara realizada dia 5 de junho, o Tenente Coronel do 52° Batalhão da Polícia Militar de Ouro Preto, Wesley Barbosa, utilizou a Tribuna Livre para falar sobre o plano de trabalho do Batalhão e o apoio à comunidade.

 

O Tenente Coronel destacou que um dos objetivos da PM é combater o índice de criminalidade em Ouro Preto que, segundo ele, intensificou no Município. “Reconhecemos que houve um aumento da criminalidade e já estamos realizando operações nos locais de maior incidência criminal. Vamos tentar coibir isso”, destaca Barbosa.

O presidente da Câmara, Léo Feijoada (PSDB), concordou sobre a necessidade do aumento de policiamento nos bairros. O presidente ressaltou que ainda há empecilhos para que  essa iniciativa aconteça de imediato. “A desigualdade no Brasil ainda é muito grande. O quantitativo policial não tem condições de corrigir a desigualdade que tem como consequência a criminalidade. Antes de tudo, o país tem que investir em educação”, avalia.

Tendo em vista que Ouro Preto é um dos pontos turísticos da Copa do Mundo, uma das  principais preocupações é em relação ao aumento da criminalidade neste período, como destacou o vereador Chiquinho de Assis (PV). “Falta investimento do Governo Estadual. O Batalhão de Ouro Preto não tem recursos pra atender todas as demandas. Sem capital humano, como será feita a segurança de uma cidade que recebe milhões de turistas?”, questiona Chiquinho.

Apesar das dificuldades que enfrenta no Batalhão, o Tenente Coronel Wesley Barbosa explicou que as medidas de segurança para a Copa estão sendo providenciadas. “O policiamento será reforçado. Até os policiais do administrativo estarão nas ruas nos dias do evento. Assim, vamos garantir a tranquilidade da comunidade e também dos turistas que virão à Ouro Preto”, enfatiza Barbosa.

Outro ponto abordado durante a reunião foi o barulho que algumas repúblicas têm provocado durante as festas, causando perturbação aos moradores vizinhos. Os vereadores questionaram quais as medidas que a PM pretende tomar, visto que Ouro Preto, além de ser uma cidade tradicional, também é uma cidade republicana. “Terei tolerância zero”, afirma o Tenente Coronel. “Eu comprei essa briga de tanto ouvir a comunidade reclamar. Participei de várias reuniões comunitárias e a maior reivindicação é com relação à perturbação do sossego. Não estamos proibindo as festas. Que elas sejam realizadas, mas sem violar os direitos dos outros”, completa.

O presidente da Câmara avalia a reunião de forma positiva, uma vez que o Tenente Coronel Wesley Barbosa esclareceu dúvidas  e  reivindicações da comunidade.

Anterior Dia do Meio Ambiente foi tema de Tribuna Livre

Deixe O Seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.