Tribuna Livre da Câmara discute campanha salarial da Polícia Civil de Minas

Tribuna Livre da Câmara discute campanha salarial da Polícia Civil de Minas

Câmara Municipal de Ouro Preto - Tribuna Livre da Câmara discute campanha salarial da Polícia Civil de MinasDelegados da Região dos Inconfidentes participaram da Tribuna Livre da Câmara Municipal de Ouro Preto, na última terça-feira (12), para apresentar o Movimento da Estrita Legalidade e Humanização da Polícia Civil. Essa é uma campanha feita por delegados da Polícia Civil de Minas Gerais, que já possui a adesão de 92% das delegacias do Estado, em busca de reajustes salariais e melhorias nas condições de trabalho da categoria, por meio de uma infraestrutura mais digna e da fixação do subsídio.

De acordo com o delegado Luciano Teixeira, “a Polícia Civil de Minas Gerais é referência no Brasil e recebe um dos piores salários”. Ele e os delegados Ricardo Reis Neto, Vitor Fiúza e Fabiana Leijoto, todos da Delegacia Regional de Ouro Preto, pediram o apoio dos vereadores à campanha. “Esperamos que todos abracem essa causa, que é de todos: da Polícia Civil, do poder público e da sociedade”, avalia.

Teixeira destaca, ainda, a relevância da parceria com o poder público municipal (Prefeituras e Câmaras) para as atividades do órgão, como apoio administrativo e, inclusive, financeiro. “O Município está arcando com todo o aparato para o funcionamento da Polícia Civil, que deveria ser pago pelo governo de Minas. O Estado não tem estruturado adequadamente a instituição para que exerça o seu trabalho da melhor forma possível, atendendo a sociedade como ela merece”, completa.

O vereador Silmério Rosa (DEM) acredita que o trabalho da Polícia Civil – tanto dos delegados, como investigadores e escrivães – tem sido prejudicado. “Eles estão fazendo uma manifestação bastante pacífica, procurando as Câmaras com o intuito de obter o apoio dos Legislativos Municipais. O que os delegados estão pleiteando [melhoria dos salários e das condições de trabalho] é um direito deles”, salienta.

Os edis ouro-pretanos se mostraram solidários à causa dos delegados de Polícia Civil do Estado de Minas Gerais. O presidente da Casa, Maurílio Zacarias (PMDB), definiu que a Câmara fará um ofício de apoio ao movimento a ser encaminhado à Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

Anterior Câmara participa das comemorações do Jubileu de Prata da Escola Izaura Mendes

Deixe O Seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.