Você está em:

Vereadores da Câmara de Ouro Preto recebem Coordenador do PAI e debatem sobre obras realizadas na cidade

E-mail Imprimir

Coordenador do PAI utiliza Tribuna Livre da Câmara
15-01-13

Durante a Reunião Ordinária da Câmara de Ouro Preto realizada na última terça-feira (15), o Coordenador do Programa de Atendimento ao Idoso (PAI), José Wellington Pedrosa Xavier, utilizou a Tribuna Livre para informar sobre os nove anos de atuação do programa, celebrados dia 16 de janeiro.

O PAI é direcionado ao atendimento, orientação e encaminhamento dos idosos do Município em seus questionamentos. “O objetivo específico da nossa participação na Reunião da Câmara é, mais uma vez, agradecer o apoio e a prorrogação do convênio que o Programa de Atendimento ao Idoso tem com o Legislativo desde 2005”, afirma o coordenador do PAI.

Em sua participação no Plenário da Câmara, o Coordenador Wellington Xavier apresentou à Casa Legislativa sugestões para alargamento da atuação do PAI junto ao Centro de Atendimento ao Cidadão, por meio de parceria com programas existentes no Centro de Atendimento ao Cidadão – CAC da Câmara Municipal.

Obras – Na mesma Reunião, os vereadores debateram sobre a fiscalização das obras executadas no Município. O vereador Chiquinho de Assis (PV) levantou a discussão fazendo referência à manutenção necessária na Rua Tomé Afonso, localizada no Bairro Água Limpa – via que passou recentemente por intervenção.

Em continuidade ao debate, os vereadores trataram da Ladeira João de Paiva, que liga o centro da cidade ao bairro Morro São Sebastião. O vereador Luiz Gonzaga (PR) é militante na luta que cobra a qualidade da obra e acredita que o diálogo foi enriquecedor. “Foi muito importante esse debate. Um dos atuais vereadores da Câmara foi proprietário da “Dias e Cruz”, empresa que executou a obra, e admitiu perante ao Plenário, perante ao público, que houve  erro, comprometendo-se a consertá-los”, avalia Luiz sobre a iniciativa do vereador Dudu Gonzaga (PPS). A obra encontra-se no prazo de garantia estabelecida em contrato de execução.

“A reunião foi, praticamente, voltada a Indicações que pedem correções em obras que foram feitas no governo passado”, avalia o Presidente da Câmara, vereador Léo Feijoada (PSDB). “Algumas delas não tem nem dois meses e já estão danificadas. O atual governo jamais poderá se omitir em cobrar dessas empreiteiras que executaram essas obras”, conclui.