Câmara de Ouro Preto realiza Primeira Reunião Ordinária

Câmara de Ouro Preto realiza Primeira Reunião Ordinária

Plenário

Na primeira reunião ordinária da Câmara Municipal de Ouro Preto, deste ano, realizada na última quinta-feira, 7, os vereadores manifestaram-se contra as medidas restritivas que a produtora de alumínio, Novelis, pretende adotar e solicitaram maiores explicações sobre a construção de uma ponte provisória sobre duas outras pontes na Rancharia, na Estrada Real. A “Tribuna Livre”, espaço aberto à manifestação da comunidade durante as reuniões ordinárias, contou com a presença da Comissão de Articulação para Implantação do Conselho Municipal da Juventude e do presidente da Associação Patrimonial de Ouro Preto (APOP), Vicente Custódio, o qual solicitou à Câmara a apuração de ocorrência de estacionamento irregular em via pública da cidade durante o carnaval.

Após receberem a confirmação, através de ofício do prefeito Ângelo Oswaldo, de que a Novelis irá fechar a Redução 2, diminuir a linha de produção e demitir 200 empregados, devido ao aumento do preço da energia elétrica no mercado livre, o qual abastece os grandes consumidores, vários vereadores se manifestaram contrários a tais medidas restritivas.

Os vereadores Flávio Andrade (PV), “Léo Feijoada” (PSDB) e Wanderley Kuruzu (PT) propuseram a realização de uma Audiência Pública para que a questão seja amplamente discutida. Para o presidente da Câmara, Maurílio Zacarias (PMDB), dentro do atual contexto de desemprego nacional, o fechamento de parte da empresa, é uma preocupação para toda sociedade ouropretana. “A Câmara irá realizar uma Audiência Pública para discutir a situação. Mas nós já convidamos também os diretores da Novelis para virem à Câmara prestarem esclarecimentos para os vereadores e para a população”, afirmou Maurílio.

Nesta primeira reunião, três Projetos de Lei de autoria do prefeito Ângelo Oswaldo (PMDB) foram apresentados à Câmara e distribuídos às comissões de vereadores correspondentes e quatro indicações foram aprovadas por unanimidade.

Conselho da Juventude

Oito membros da Comissão de Articulação para implantação do Conselho da Juventude participaram do espaço “Tribuna Livre”, durante a primeira reunião ordinária, para solicitar que o Projeto de Lei 106/2007 seja colocado em tramitação na Câmara de Vereadores. Tal projeto modifica e reorganiza as competências do Conselho Municipal da Juventude de Ouro Preto. Em 2005, um outro Projeto de Lei, de n? 65/05, já havia sido aprovado, criando o Conselho Municipal da Juventude de Ouro Preto. No entanto, o Conselho não chegou a ser formado efetivamente. O estudante de farmácia da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), Ricardo Jorge Boeuz Ribeiro, falou sobre os objetivos da Comissão: “A nossa próxima proposta é criar um portal da juventude de Ouro Preto. É por isso que a gente quer que o Conselho Municipal da Juventude seja composto o quanto antes, para que a gente promova seu lançamento, junto com o portal e com todas as questões de informações pertinentes à Juventude de Ouro Preto”. Mais informações sobre a formação do Conselho da Juventude da cidade podem ser obtidas pelo e-mail juventudeouropreto@gmail.com.

 

Foto: Presidente da Câmara, Maurílio Zacarias (esquerda), e o 1º Secretário, vereador Mateus Nunes.

 

 

Anterior CAC-Móvel inicia atividades em 2008 a partir do dia 12 de fevereiro

Deixe O Seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.