Você está em:

Secretaria de Educação de Ouro Preto presta esclarecimentos na Tribuna Livre

E-mail Imprimir PDF

 

A secretária municipal de Educação, Rosa Ana Xavier, utilizou a Tribuna Livre para apresentar as condições do sistema educacional ouro-pretano.


A participação aconteceu durante a 13ª reunião ordinária da Câmara Municipal de Ouro Preto, no dia 14 de fevereiro.

Rosa Ana Xavier fez um diagnóstico da pasta, relatando que encontrou uma dívida grande da gestão anterior. “Foi deixada uma dívida de mais de R$8 milhões. Temos que correr atrás de melhorias para a educação, mas já conseguimos diminuir demandas nas creches e estamos fazendo pequenas reformas nas escolas”, explicou. Com a justificativa desse débito, ela também esclareceu sobre as compras de materiais escolares. “Nesse momento, não é possível fornecer o material escolar, como foi deixada uma dívida, nós ainda temos algumas prioridades mais urgentes, como pagamento de fornecedores, caixa da merenda escolar, aluguéis das creches, entre outras. Somente depois vamos pensar nos materiais, por isso, precisamos da compreensão dos pais”.

O vereador Vander Leitoa (PV) avaliou a participação da Secretaria de Educação na reunião e falou sobre as necessidades educacionais no distrito Antônio Pereira: “Fiquei muito satisfeito com a vinda da secretária e de toda sua equipe à Câmara. Eles estão acompanhado de perto a situação de Antônio Pereira, especialmente sobre a creche, onde a situação está muito ruim e retirou as crianças do local que era inadequado. Estamos vendo a mudança e mudança com responsabilidade”, pontuou.

Na oportunidade, Rosa Ana Xavier ainda destacou que, neste ano, foi formada uma nova equipe para integrar a Secretaria de Educação, composta pela Superintendência Administrativa, Superintendência Pedagógica, Diretoria de Gestão Integrada, Diretoria de Administração e Suprimentos, Diretoria de Recursos Humanos, Diretoria de Desenvolvimento Educacional, Diretoria de Projetos, além do secretário adjunto de Educação. O objetivo da nova composição, segundo a secretária, é dar agilidade às demandas educacionais de Ouro Preto.