Você está em:

Vereadores visitam ETAs de Ouro Preto

E-mail Imprimir PDF

Buscando entender a real situação da distribuição de água em Ouro Preto, vereadores realizaram, nessa segunda (2), a primeira etapa das visitas as Estações de Tratamento de Água (ETAs) do município. O objetivo é esclarecer dúvidas levantadas pelas constantes reclamações da população quanto à falta de água em domicílios.

 

Além dos parlamentares Alysson Gugu (PPS), Juliano Ferreira (PDB), Luciano Barbosa (PMDB), Chiquinho de Assis (PV) e Geraldo Mendes (PCdoB), o prefeito Júlio Pimenta (PMDB) e uma equipe de funcionários do Serviço Municipal de Água e Esgoto (Semae-OP) também acompanharam a visita guiada por Júlio Corrêa, superintende da autarquia, que apresentou os motivos pelos quais as estações não estão funcionando em sua plenitude. “Pudemos perceber que o volume de água está cada vez mais baixo. Mesmo com as últimas chuvas, nada mudou e continuamos com um volume de tratamento muito pequeno se comparado ao total que pode ser tratado, que é de 105l por segundo; hoje, não passa de 50l. A gente pede a compreensão das pessoas que estão reclamando, e com razão, pois está faltando água sim. Mesmo com as previsões de chuvas agora para outubro, estaremos em estado de alerta até final de novembro”, alertou.

Estiagem e chuvas esparsas não são os únicos problemas que afetam a captação e o abastecimento. Para o vereador Alysson Gugu (PPS), “a falta de água se deve muito, também, à falta de investimento nos últimos anos. A estação de tratamento do Itacolomi já não é mais suficiente para abastecer 60% da população da cidade. E, com isso, o Executivo deve buscar novos pontos de captação e investir nas suas construções, caso contrário, continuaremos a falar da falta de água por muito mais tempo”.

Para Chiquinho de Assis (PV), a visita foi um passo importante para conhecer o trabalho desenvolvido pelo Semae-OP, as dificuldades e os desafios da captação. “E uma ação muito importante para nós, legisladores, sabermos o conjunto de propostas e leis que devem serem feitas para otimizar o sistema”, frisou. Na ocasião, foram visitadas as ETAs Antônio Pereira, Itacolomi e Jardim Botânico. Continuando a verificar os problemas e eficiência dos serviços prestados, a segunda etapa das visitas ocorrerá na próxima sexta-feira (6).