Você está em:

Medalha João Velloso: Câmara de Ouro Preto homenageia personalidades que atuam na conservação do patrimônio municipal

E-mail Imprimir PDF

A Câmara Municipal de Ouro Preto realizou, na última sexta-feira (1º), sessão solene para a entrega da Medalha João Velloso, que homenageia pessoas e entidades que se destacam na preservação e recuperação do patrimônio cultural e natural do município. Brigada 1 de Ouro Preto, Domingos Ventura, Gustavo Werneck, Jair Inácio (in memoriam) e Rodrigo Gomes foram os homenageados com a medalha. Já na categoria hors-concours, foram agraciados: Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES); Folia do Divino Espírito Santo de São Bartolomeu; Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan); Irmandade de Nossa do Rosário dos Pretos e Santa Efigênia do Alto da Cruz; e Irmandade do Santíssimo Sacramento da freguesia do Antônio Dias.

O presidente da Câmara, Wander Albuquerque (PDT), salientou a importância de o Legislativo conceder a comenda: “Essa é uma das honrarias mais importantes da Câmara. Ouro Preto é patrimônio da humanidade e nós tivemos a honra de homenagear essas pessoas que lutam pela preservação do nosso patrimônio, da nossa história e também da nossa natureza”.

O promotor de Justiça da Comarca de Ouro Preto, Domingos Ventura, afirmou que é uma honra “ser agraciado com uma medalha dessa magnitude. Ser lembrado pelos trabalhos desenvolvidos pelo Ministério Público, mas que não fazemos sozinhos, nós precisamos da comunidade ao nosso lado para que possamos defender o patrimônio cultural de Ouro Preto. A medalha é um reconhecimento de um caminho que precisa ser aprofundado, e eu espero conseguir avançar e contribuir para a solução de problemas crônicos de Ouro Preto. Então, com o olhar no agradecimento, mas também ganhando força e incentivo para conseguirmos superar os problemas”.

Para a assessora da diretoria do BNDES, Luise Veloso, que representou o órgão durante a cerimônia, “a Medalha João Velloso é um belo reconhecimento do trabalho que vem sendo feito em parceira com Ouro Preto. Já apoiamos nove projetos no município, entre eles, eu destacaria o Paço da Misericórdia, no qual eu fiquei emocionada quando vi o resultado. Não queremos somente preservar e restaurar o patrimônio, mas, também, dinamizar a economia da região, uma vez que nossa missão é promover o desenvolvimento do Brasil”.

O secretário municipal de Cultura e Patrimônio e membro do Conselho da Medalha que indica os homenageados com a comenda, Zaqueu Astoni, ressaltou que “a medalha é importantíssima para Ouro Preto, uma vez que o João Velloso é o pioneiro no Brasil em Legislação patrimonial, um decreto dele proibindo a alteração das faixadas e dos imóveis coloniais foi fundamental para a preservação de Ouro Preto. Parabenizo todos os agraciados, são pessoas e entidades de trabalhos fundamentais em prol da preservação, da divulgação e da promoção do patrimonial cultural de Ouro Preto”.

Segundo o prefeito Júlio Pimenta, “João Velloso foi um grande prefeito, foi o primeiro a ter ações concretas para preservação do patrimônio, que é da humanidade, por isso essa comenda tão importante que leva seu nome a pessoas ilustres e entidades que também ajudam na preservação do nosso patrimônio. Uma bela cerimônia, um simbolismo muito grande para todos nós”.

Criada em 2003, por meio do projeto de resolução 3/2003, a medalha leva o nome de João Batista Ferreira Velloso, médico falecido em 1954, ex-presidente do Legislativo Municipal e prefeito de 1931 a 1936, período em que intensificou a luta pela defesa do patrimônio histórico ouro-pretano. Também participaram da cerimônia, a historiadora Margareth Monteiro (membro do Conselho da Medalha) e os vereadores Chiquinho de Assis (PV), Geraldo Mendes (PcdoB), Juliano Ferreira (PMDB) e Vantuir Silva (SD).