Você está em:

Câmara de Ouro Preto debate Campanha da Fraternidade 2019 em Audiência Pública

E-mail Imprimir PDF

A primeira Audiência Pública da Câmara de Ouro Preto, em 2019, foi realizada na última segunda-feira (8) e discutiu a Campanha da Fraternidade deste ano que traz como temática “Fraternidade e Políticas Públicas”. Representantes dos poderes executivo e legislativo municipal, da Federação das Associações de Moradores de Ouro Preto (Famop), das paróquias de Ouro Preto, do IFMG e da UFOP participaram do encontro, que foi conduzido pelo vereador Chiquinho de Assis (PV), autor do requerimento que motivou a Audiência. Cinco encaminhamentos foram aprovados durante o encontro, que contou com a participação do padre Marcelo Santiago, pároco da Basílica do Pilar. Segundo ele, a Audiência foi produtiva e contou com a participação da comunidade de forma envolvente e participativa. “A campanha da Fraternidade é uma iniciativa da Igreja Católica, mas ela é aberta a todos. E ela deve ser um contributo que mobilize a sociedade para os temas pertinentes e desafiadores. Esse ano, sem sombras de dúvidas, a questão das políticas públicas incidem em uma realidade de desconstrução que estamos percebendo em todo o Brasil, acresce a isso a situação econômica difícil”, pontuou. Padre Marcelo ainda destacou a importância da sociedade estar unida para discutir os problemas enfrentados por todos. “Precisamos unir mais as nossas forças, no sentido de dialogar, de trabalhar experiências, como rodas de conversa, de pertencimento à comunidade, de trabalhar a cidadania ativa e o compromisso com o bem comum”, disse.

Bruna Monalisa, representante da Paróquia de Santa Efigênia, avaliou os encaminhamentos que saíram da audiência. “Eu acho que esse tema da Campanha da Fraternidade veio em um momento muito importante para a sociedade brasileira como um todo e eu acredito que os encaminhamentos que daqui saíram são importantes para a construção de uma Ouro Preto melhor, sobretudo para a revisão imediata do Plano Diretor. Eu acredito que essa seja a essência que Ouro Preto precisa hoje. Um segundo encaminhamento da Audiência versa sobre a questão das políticas públicas de apoio a mulher”, destacou.

O vereador Chiquinho de Assis explicou que já virou tradição, em parceria com as paróquias, trazer o tema da Campanha da Fraternidade para ser discutido no Legislativo. “Eu fiquei muito feliz em ver aqui representados os movimentos religiosos, os movimentos sociais, os cidadãos da cidade, a força das associações de moradores. Eles trouxeram esse debate de forma ampla, construtiva, que culminou nesses encaminhamentos importantíssimos porque eles tratam de uma matéria muito importante para a cidade, que é o Plano Diretor, que já passou da hora de ser revisado”.

Ainda de acordo com Chiquinho, as parcerias estão sendo firmadas com o IFMG e com a UFOP para que o Plano Diretor possa ser revisto e garantir moradia para a população. “Destaco aqui a presença das duas primeiras mulheres diretoras das duas grandes instituições de ensino nessa audiência. Mostra o compromisso da academia com a causa pública e com a constituição de políticas públicas”.

A reitora da Universidade Federal de Ouro Preto, Cláudia Marliére, também participou do encontrou e avaliou os encaminhamentos. “Eu acho que o tema da Campanha da Fraternidade é muito bom para o momento, justificando, inclusive, uma série de questões que são colocadas em termos de Políticas Públicas. Eu achei a discussão aqui com vários olhares para essas políticas, com várias intervenções importantes. A condução final das propostas são viáveis, não é nada fora de uma realidade, onde toda a sociedade pode participar e também as instituições públicas. Eu acredito que tudo que foi definido é plenamente realizável. Vai depender de nós todos nos unirmos para fazer essas ações se tornarem realidade. Essa comissão, por exemplo, do Plano Diretor, já existe. E a gente precisa realmente discutir de forma mais ágil essa participação para que abra o debate e discuta essa revisão do Plano”.

A Campanha da Fraternidade é realizada anualmente no período da Quaresma. Cada ano é escolhido um tema que define a realidade a ser transformada e um lema que mostra em que direção se busca a transformação. Este ano, o lema é “Serás libertado pelo direito da justiça”.

A 2º Audiência Pública será realizada nesta quinta-feira (11), às 16h, no Plenário da Câmara, e terá como tema a prestação de Contas da Prefeitura Municipal de Ouro Preto, referente ao 3° quadrimestre de 2018 (setembro, outubro, novembro e dezembro).