Câmara recebe denúncia contra o Presídio de Ouro Preto

Câmara recebe denúncia contra o Presídio de Ouro Preto

Mãe de custodiado (esq.) utilizou a Tribuna Livre da Câmara de Ouro Preto durante a última Reunião Ordinária

Mãe de custodiado (esq.) utilizou a Tribuna Livre da Câmara de Ouro Preto durante a última Reunião Ordinária

7-2-12

Na última terça-feira (7), a moradora do bairro Santa Cruz, Eliete de Paula Pimentel, mãe do custodiado do Presídio de Ouro Preto, André Magalhães, utilizou a Tribuna Livre durante a Reunião Ordinária da Câmara para denunciar supostos maus tratos no Presídio. De acordo com Eliete, o preso – após agredir um agente – teria apanhado de cinco agentes penitenciários, mesmo estando algemado. A mãe de André alegou, ainda, que não encontrou nenhuma ficha de atendimento de seu filho na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Ouro Preto.

Segundo o presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, vereador Júlio Pimenta (PPS), o primeiro passo já foi dado, que foi ouvir o depoimento da denunciante, na quarta-feira (8). “Vamos também verificar na UPA se houve a entrada do detento e vamos apurar os fatos, ouvindo as duas partes, como fizemos das outras vezes”. Um ofício já foi encaminhado à coordenação da UPA de Ouro Preto solicitando informações.

Os vereadores Luiz Gonzaga (PR) e Silmério Oliveira (DEM) também fazem parte da Comissão de Direitos Humanos do legislativo ouro-pretano. “Vamos trabalhar para que os agentes respeitem os direitos dos presos e que os presos respeitem também as exigências feitas pela Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi)”, afirmou Silmério.

 

 

 

Anterior Câmara forma Comissão Especial durante primeira Reunião Ordinária do ano

Deixe O Seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.